Ilusão de ótica: 7 designs incríveis que vão te dar um nó no cérebro

Esses sete designs vão te fazer olhar duas vezes graças ao efeito da ilusão de ótica. São cadeiras, luminárias e espelhos, confira!

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 11 Maio 2021, 13h40 - Publicado em 14 Maio 2021, 15h00

Há quem ache que peças de mobiliário comuns ao dia a dia, como cadeiras, mesas e espelhos, não podem causar surpresa. Mas é isso que estes sete designs abaixo pretendem contrariar. Com efeitos incríveis de ilusão de ótica, estes objetos criados ao redor do mundo vão te fazer olhar duas vezes para entendê-los. Ficou curioso? Confira abaixo!

1. A Cadeira Cut, de Peter Bristol

 

cadeira cut peter bristol ilusão de ótica design cadeira
Divulgação/CASACOR

À primeira vista, parecem estar faltando três pedaços desta cadeira, mas é tudo ilusão de ótica. A cadeira Cut é um lugar perfeitamente estável para se sentar – e o segredo dos três pedaços faltantes está no tapete felpudo logo abaixo da cadeira, onde encontra-se uma placa de estabilização. A única perna funcional da cadeira funciona, de certa forma, como uma viga de sustentação que coloca a gravidade em cheque. Incrível, né?

2. O gabinete Peel Credenza, de Leah K.S. Amick

 

peel credenza gabinete ilusão de ótica design
Divulgação/CASACOR

Um gabinete surpreendente que parece descascar, como se fosse feito de papel. Peel Credenza foi construído com bordas chanfradas e sulcos profundos que se abrem e se afastam, revelando o forro de tecido colorido e quatro prateleiras ajustáveis. Puxando uma guia, o usuário faz uma descoberta deliciosa conforme as portas se afastam progressivamente da moldura, um painel de cada vez.

3. Os espelhos, do Bower Studios

 

bower studio espelho arch ilusão de otica
Bowe Studio/CASACOR

Os espelhos em arco Arch Mirrors surpreendem por um efeito de profundidade que dá a eles a aparência de uma janela – ou uma porta, para os de tamanho aumentado. Um recurso simples, mas que cria uma ilusão de ótica interessante – onde espera-se ter uma abertura, existe, na verdade, um reflexo baseado em sua construção. Além disso, as peças são perfeitas para criar a ilusão de ter um espaço maior do que ele realmente é.

4. Os tapetes Rotazioni e Visioni, de Patricia Urquiola

 

ilusão de ótica tapete patricia urquiloa design

Continua após a publicidade

As cores e os contornos destes tapetes desenhados por Patricia Urquiola criam uma falsa sensação de profundidade e enganam o olhar, criando ilusões de ótica. A linha Rotazioni é composta por conjuntos de formas cilíndricas sobrepostas para formar grandes composições quadradas e retangulares com cantos arredondados. Já a Visioni apresenta retângulos, paralelogramos e outras formas que produzem um efeito 3D semelhante, criados com uma técnica simples usada para desenhar cubos.

5. Os vasos e candelabro minimalistas, de Maya Selway

 

ilusão de otica vaso minimalista maya selway
Divulgação/CASACOR

Estes vasos de Maya Selway parecem incompletos, esboços semiacabados que não saíram do papel. Entre castiçais, tigelas e garrafas, o design é feito de cobre oxidado e um prato raso para conter água. Cada objeto da coleção Kishu é cuidadosamente pesado em sua base para suportar sua estrutura torta.

6. As luminárias In the Shadow of a Man, do Child Studio

 

luminaria ilusao de otica child studio
Child Studio/CASACOR

O conjunto de luminárias do Child Studio usa linhas e formas para enganar quem as observa. A coleção apresenta lâmpadas esféricas sobre suportes esculturais de cores vivas, que foram todos esculpidos com curvas e ângulos agudos. Isso faz com que as esferas, fixas em uma única posição, passem a impressão de que deveriam estar rolando pelas superfícies inclinadas, dando às luminárias um dinamismo distinto.

7. A Casa da Ana, do escritório Kochi Arquitetos

 

casa da ana toquio ilusão de ótica cores
Divulgação/CASACOR

A Casa Ana, desenhada para uma família em Tóquio, nos transporta para um espaço alternativo e ligeiramente desconcertante. Repleta de formas e cores, a residência foi toda pintada em sete tons pastéis distintos, que passam a impressão de ser uma separação clara entre um e outro. No entanto, os quartos estão todos num mesmo ambiente, apenas segmentados por ângulos estranhos e desconcertantes, que se sobrepõem em toda a casa.

Esse método desenvolvido pela Kochi Arquitetos influencia a criação de novas linhas de visão entre os vários volumes da casa e estabelece a ilusão de um espaço maior. Ao usar cores para enfatizar a diferença entre cada quarto, uma qualidade gráfica é criada – a lembrar as pinturas cubistas.

 

Continua após a publicidade
Publicidade