CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura

Assinado por Steffi Kaufman e Patricia Bacellar, o espaço fucional da CASACOR São Paulo 2018 também abriga workshops

Por Nádia Sayuri Kaku Atualizado em 15 mar 2021, 10h02 - Publicado em 20 jul 2018, 12h35
CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura
Renato Navarro/CASACOR

O ponto de partida para o projeto do Tea Lab foi a paixão das arquitetas Steffi Kaufman e Patricia Bacellar, do escritório SP Arquitetura, pelos terrários: os minijardins compostos por cactos, suculentas e musgos aparecem em destaque por todo o espaço, que marca a estreia da dupla na CASACOR São Paulo 2018. “Queríamos criar algo inovador, com o conceito experience, então veio a ideia de fazer um espaço em que os visitantes pudessem ter a sensação de estar em um grande terrário”, explicam.

CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura
Renato Navarro/CASACOR

A ideia foi compor um ambiente sensorial onde quem degusta o chá pode ver ali mesmo nos vasos a espécie utilizada, sentir seu aroma e textura. As ervas aparecem em vidros grandes na área do balcão e também perto das mesas. O revestimento dos pilares remete a tijolos de demolição e seu tom vai de acordo com a paleta de cores terrosas presente em todo o ambiente.

CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura
Renato Navarro/CASACOR

O grande destaque é o enorme jardim vertical, que sugere uma floresta: tiras de madeira representam troncos, enquanto espécies como samambaias, guaimbês, columeias e tradescantias criam uma grande folhagem verde. A estrutura do jardim vertical foi montada com barras de alumínio, placas e mantas duplas de alta densidade, nas quais as mudas foram implantadas em bolsos abertos para este fim. Toda a irrigação e fertilização é automatizada.

CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura
Renato Navarro/CASACOR

Como o ambiente é funcional, há vários espaços de permanência: um banco voltado para o balcão de chás, uma bancada mais alta e várias configurações de mesas para duas, quatro ou seis pessoas. Na área externa, outra composição interessante: bancos largos mesclados com banquinhos, que também servem como apoio de copos e pratos.

CASACOR SP: terrários e jardim vertical marcam o Tea Lab do SP Arquitetura
Renato Navarro/CASACOR

SERVIÇO CASACOR SÃO PAULO 2018

QUANDO?

De 22 de maio e 29 de julho

Terça a sábado, das 12h às 21h

Domingo, das 12h às 20h

ONDE?

Jockey Club de São Paulo – Avenida Lineu de Paula Machado, 875

Continua após a publicidade

QUANTO?

De terça a quinta-feira:

Ingresso inteiro: R$ 60

Meia entrada: R$ 30

De sexta a domingo e feriados: 

Ingresso inteiro: R$ 76

Meia entrada: R$ 38

Passaporte Único: R$ 180

Clique aqui e adquira o seu ingresso!

Continua após a publicidade
Publicidade