Artboard Created with Sketch.

Miami Art Week: A inquietante e excêntrica exposição “Desire”

A exposição Desire ocorreu no Moore Building, com curadoria de Diana Widmaier-Picasso e retratou as diversas facetas do sexo

Moore Building com a instalação Elastika de Zaha Hadid, sedia a exposição "Desire"

Moore Building com a instalação Elastika de Zaha Hadid, sedia a exposição “Desire” (CASACOR)

“Volte para o mundo antigo. Esculturas e vasos gregos, pinturas barrocas. Matisse e Picasso. O show erótico é um dos grandes temas de arte”, explica Jeffrey Deitch, que ao lado de Larry Gagosian produziram a exposição Desire, durante a Miami Art Week.

desire35

(Reprodução)

A mostra possuiu curadoria de Diana Widmaier-Picasso (neta de Pablo Picasso) e ocorreu no edifício Moore, no distrito Design. Mais de 50 artistas tinha suas obras expostas, dentre eles Picasso, Lichtenstein a R. Crumb, Tom of Finland, Diego Rivera para Richard Prince, Keith Haring e Kenny Scharf para Martin Wong – com pinturas, fotografias, esculturas, desenhos animados, vídeo e, sim , modelos nus ao vivo.

desire36

(Reprodução)

 

desire29

(Reprodução)

Uma das atrações da exposição, no primeiro andar, eram as esculturas realistas de Jeff Koons, que mostrava, detalhadamente, o ato sexual de um casal. As pessoas se surpreendiam com as dimensões anatomicamente exatas.

desire28

(Reprodução)

No segundo andar, uma modelo nua descansando em um divã azul assustava os visitantes que achavam que era mais uma escultura da exposição.

desire26

(Reprodução)

Uma das obras mais inquietante foi a de Noritoshi Hirakawa, “Sonhos de Tokyo”, com 20 retratos de mulheres japonesas jovens e atraentes, lindamente e modestamente vestidas com saias ou vestidos, de cócoras. Quem observa, leva alguns segundos antes de perceber que nenhuma delas está vestindo roupas íntimas. Seu olhar direto e postura sólida desafia ideias de vulnerabilidade, de força e de controle.

desire31

(Reprodução)

 

desire32

(Reprodução)

Desire vem com ideias, referências culturais, o drama da ação, a intenção do sujeito, explora abordagens modernas e contemporâneas para o erotismo na arte bem como os conceitos de ficção científica futurista erótica.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s