Continua após publicidade

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP

Exposição Studio Drift - Vida em Coisas chega à São Paulo com peça do Estúdio Campana e ocupação de novo prédio do centro cultural

Por Nádia Sayuri Kaku
Atualizado em 16 jun 2023, 14h10 - Publicado em 17 jun 2023, 18h00

Após uma temporada no Rio de Janeiro, a mostra Studio Drift – Vida em Coisas chega ao CCBB SP onde fica em cartaz até o dia 7 de agosto. A exposição traz obras da dupla holandesa DRIFT, formada por Lonneke Gordijn e Ralph Nauta, que envolvem luz, movimento, natureza e tecnologia em esculturas, instalações e performances. A curadoria é de Alfons Hug e Marcello Dantas e a temporada paulistana também marca a inauguração de um novo anexo com 300 m² do centro cultural.

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
Shylight – 2006-2014. (Ralph Roelse/CASACOR)

Um dos destaques da mostra é Shylight (algo como “luz tímida”, se traduzido para o português). Trata-se de uma escultura hipnótica que se abre e se fecha, numa fascinante coreografia que mimetiza o comportamento de flores que, durante à noite, se fecham numa medida de proteção e de economia de recursos. A ideia é mostrar que, na natureza, tudo está em constante metamorfose e adaptação.

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
Cadeira Banquete no CCBB São Paulo, 2023. Materialism. (Agência Galo/CASACOR)

Na passagem por São Paulo, a exposição também conta com a exibição inédita da obra Cadeira Banquete, criada em parceria com o Estúdio Campana: a peça desconstruída ganha a forma de blocos sugerindo reflexões sobre sua funcionalidade.

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
Fragile Future no CCBB São Paulo, 2023. (Agência Galo/CASACOR)

Já a Fragile Future é uma escultura luminosa multidisciplinar composta por três circuitos elétricos de bronze conectados a dentes-de-leão emissores de luz. Assim como a natureza, a escultura se adapta ao espaço, e pode crescer infinitamente se acrescentados novos circuitos a sua estrutura – anualmente, o estúdio coleta cerca de 15 mil sementes de dente-de-leão durante a primavera em Amsterdã, na Holanda. Elas são coladas individualmente às luzes de LED para recriar esta versão elétrica da flor.

Continua após a publicidade
Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
EGO no CCBB São Paulo, 2023. (Agência Galo/CASACOR)

A escultura Ego, pensada inicialmente para compor o cenário da ópera Orfeu, é uma escultura cinética tempo-dependente feita por um bloco de finas linhas de fibra de náilon que se move por meio de uma delicada coreografia. Para sua produção, um software personalizado foi desenvolvido para possibilitar que oito motores, cada qual com seu algoritmo, desse mobilidade ao bloco no tensionar dos fios, alternando-o entre estados naturais e não naturais.

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
Amplitude no CCBB São Paulo, 2023. (Agência Galo/CASACOR)

Amplitude é uma instalação cinética, na qual os artistas replicam o movimento universal infinito que encontramos na natureza, como, por exemplo, nas ondas do mar. Por meio de suas contínuas pulsações e a habilidade de refletir a luz em seu entorno, a obra imprime uma sensação de leveza. Cada elemento da escultura funciona como um indivíduo que atua em sua própria amplitude, ao mesmo tempo em que opera como um coletivo. A combinação dos movimentos é sincronizada e, em alguns momentos, descompassada.

Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
EGO – 2020. (Dario Lasagni/CASACOR)

Também fazem parte da exposição as peças Franchise Freedom, Coded Nature, Drifters, Dandelight e Making of DRIFT, uma instalação com peças que mostra uma espécie de “making of” do trabalho da dupla. Para a construção dessas obras monumentais, os artistas comandam uma equipe multidisciplinar de 64 pessoas, com um estúdio em Amsterdã e outro em Nova York.

Continua após a publicidade
Esculturas que se mexem e instalações luminosas marcam mostra no CCBB SP
Fragile Future. (Courtesy of DRIFT/CASACOR)

Serviço – Exposição Studio Drift – Vida em Coisas

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico de São Paulo, SP
Quando: de 14 de junho a 7 de agosto
Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças-feiras
Ingressos: entrada gratuita, os ingressos estão disponíveis em bb.com.br/cultura e na bilheteria física do CCBB SP

Entrada acessível: pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à esquerda da entrada principal
Informações: (11) 4297-0600 e www.ccbb.com.br

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade
Publicidade