The Exchange é envolto por espirais de madeira hipnotizantes

O centro comunitário é o primeiro prédio do arquiteto Kengo Kuma na Austrália, e localiza-se em Darling Square, um bairro de Sydney

Por Redação 26 nov 2020, 14h38
Reprodução Dezeen/CASACOR

Fitas de madeira envolvem o centro comunitário The Exchange, de Kengo Kuma, que foi inaugurado em Darling Square, Sydney, Austrália este ano. Com seis andares e uma forma em espiral marcante, o prédio é o primeiro do arquiteto japonês no país.

Reprodução Dezeen/CASACOR

O edifício está envolto em 20 mil metros de madeira de cor clara, oferecendo aos transeuntes vislumbres da atividade no interior, não importa o ângulo. “Nosso objetivo é alcançar uma arquitetura que seja o mais aberta e tangível possível para a comunidade, e isso se reflete na geometria circular que cria um edifício que é acessível e reconhecível de várias direções”, disse Kuma.

Reprodução Dezeen/CASACOR

Darling Square é um bairro localizado na periferia Oeste do distrito comercial central de Sydney em Darling Harbour. “A tela de madeira envolve o exterior do edifício de uma maneira dinâmica e empolgante, uma referência histórica a Darling Harbour originalmente como uma colmeia de atividades comerciais e um ponto focal como uma troca de mercado.”

Reprodução/CASACOR

No interior do prédio, há uma biblioteca, uma creche, um mercado e um “makerspace” para dar suporte a startups e tecnologia. Há também um bar e restaurante na cobertura com vista para o Parque Tumbalong, os jardins chineses e a Baía Cockle.

Reprodução/CASACOR

Darling Square e The Exchange estão sendo desenvolvidos pela imobiliária e contratada Lendlease como parte da revitalização de Darling Harbour. O processo foi supervisionado pelos estúdios de arquitetura OMA, Hassell e Populous. A reforma proporcionará moradia para 4.200 pessoas e deve criar 2.500 empregos, além de atrair mais visitantes e atividades para a área.

Continua após a publicidade
Publicidade