Otimização de espaço é destaque em Cozinha Gourmet da CASA COR Minas

O projeto de Luciana Araújo e Nathália Otoni preza pela otimização de espaço e interação dos moradores com seus visitantes

Por Alex Alcantara Atualizado em 25 jul 2018, 12h08 - Publicado em 8 out 2015, 17h02

OBVIO_150826_003

A crescente procura por otimização de espaços pequenos se dá pelo novo estilo de morar: os ambientes estão cada vez menores e reduzidos e os profissionais vêm se atualizando para ofertar soluções melhores aos moradores. Pensando nisso, as arquitetas Luciana Araújo e Nathália Otoni, assinaram na CASA COR Minas Gerais 2015 a Cozinha Gourmet, um local com melhor aproveitamento de espaço e funcionalidade, e foi um dos vencedores do prêmio da mostra mineira.

“Acreditamos que conseguimos mostrar um pouco da nossa arquitetura na CASA COR Minas 2015 e esse prêmio foi um retorno positivo do nosso trabalho. Para nós, a funcionalidade e o aproveitamento do espaço são fatores de extrema importância para um bom projeto arquitetônico e, por isso, ficamos muito satisfeitas com essa premiação”, contam as arquitetas estreantes.

Explorando a funcionalidade, com criatividade, a “Cozinha Gourmet” foi elaborada com uma proposta de fazer um ambiente onde o chef possa cozinhar ao mesmo tempo em que interage com seus convidados.

“O espaço era estreito e comprido. Em vez de colocarmos bancadas nas extremidades e deixar a circulação para o centro, optamos por colocar uma bancada na parede lateral e criamos uma ilha central. Tiramos partido das linhas longilíneas do ambiente e conseguimos valorizar tanto a parede, revestindo-a com a cerâmica fazenda, quanto as bancadas e os armários que passaram a ser destaque no ambiente. A coifa foi embutida no forro de gesso para o espaço ficar mais limpo e, de pano de fundo, colocamos uma horta vertical que além de trazer o verde para a cozinha, é muito útil no preparo das refeições”, explicam as profissionais.

Continua após a publicidade
Publicidade