CASACOR SP: o preto se contrasta com o verde no jardim de Daniel Nunes

Alecrins e madeira carbonizada são os destaque do ambiente de Daniel Nunes na mostra paulista

Por Alex Alcantara - Atualizado em 18 fev 2020, 07h44 - Publicado em 27 jul 2018, 16h06
Divulgação/CASACOR

Como um complemento ao ambiente de João Armentano, o paisagista Daniel Nunes assina para a CASACOR São Paulo 2018 o Jardim da Villa Olivo. Nele, tons escuros contrastam com o verde-azulado das folhas e espécies inseridas no local.

Divulgação/CASACOR

O espaço de passagem trabalha um mix de texturas, marcado pelos diferentes estilos de plantas inseridas no local, que fazem uma composição com o chão, revestido com recortes de pedra preta. O ambiente é pontuado com cores mais fortes nas poltronas vermelhas inseridas no jardim.

Divulgação/CASACOR

Um dos destaque foi o uso de painéis de madeira carbonizada que emoldura o jardim. Há 300 anos, no Japão, surgiu a técnica Shou Sugi Ban, que consiste na carbonização da camada externa das placas de madeira como forma de proteção. No jardim, o paisagista usou do método nos painéis com o intuito de proteger o material da umidade.

Divulgação/CASACOR

No local, uma oliveira de 300 anos, trazida do Uruguai por Armentano, é abraçada por grandes portas de vidro pivotante e brises, que permitem a entrada do frescor e o aroma dos alecrins plantados por Daniel Nunes. O perfume da planta embala os visitantes em uma passagem tranquila e aconchegante.

Divulgação/CASACOR

SERVIÇO CASACOR SÃO PAULO 2018

QUANDO?

De 22 de maio e 29 de julho

Terça a sábado, das 12h às 21h

Domingo, das 12h às 20h

ONDE?

Jockey Club de São Paulo – Avenida Lineu de Paula Machado, 875

Continua após a publicidade

QUANTO?

De terça a quinta-feira:

Ingresso inteiro: R$ 60

Meia entrada: R$ 30

De sexta a domingo e feriados: 

Ingresso inteiro: R$ 76

Meia entrada: R$ 38

Passaporte Único: R$ 180

Valet: R$ 35

Continua após a publicidade
Publicidade