CASACOR Bolívia 2021: tradição e modernidade em 33 ambientes

A oitava edição da mostra será hospedada em uma área de três mil metros quadrados e acontece sob o tema "A Casa Original"

Por Nádia Sayuri Kaku Atualizado em 4 Maio 2021, 02h09 - Publicado em 28 abr 2021, 08h30
casacor bolivia decor decoração arquitetura 2021 mostras tierra roja casa de fin de semana roberto franco loft
Tierra Roja – Casa de Fin de Semana, ambiente de Roberto Franco. Alvaro Mier/CASACOR

A oitava edição da CASACOR Bolívia abre ao público a partir do dia 28 de abril e traz 33 ambientes que ficarão em exposição por um mês. Este ano, a mostra acontece no tradicional bairro de Sirari em Santa Cruz de la Sierra em dois locais: na Casa Verde, um casarão construído pelo arquiteto Mario Palma Gómez, com cerca de 3 mil m² e na Alameda CASACOR.

São 48 profissionais, entre arquitetos, designers e paisagistas, que criaram espaços que unem modernidade, tecnologia e diversas referências à história local da cidade e à cultura boliviana, seguindo o tema “A Casa Original“. Confira abaixo todos os projetos!

A Casa Verde

Assinado pelo arquiteto Mario Alberto Palma Gómez (1933-2020), a sede principal da CASACOR foi construída entre 1980 e 1982. “O trabalho foi lento e árduo, principalmente na seleção do tijolo de adobe. Devido ao seu alto custo, essa técnica não foi reproduzida em outras unidades habitacionais, mantendo a nossa casa original e única”, definiu Palma.

Alameda CASACOR Bolívia
Alameda CASACOR Bolívia Alvaro Mier/CASACOR

Para Quito Velasco, diretor da CASACOR Bolívia, a Casa Verde não tem apenas uma história que marcou a arquitetura dos 1980, mas também características e materiais de construção que se enquadram perfeitamente na filosofia da mostra. “É sem dúvida um imóvel emblemático e um grande legado deste arquiteto de Santa Cruz”, afirma.

Para edição de 2021 da CASACOR, a Casa Verde foi conectada a uma propriedade da Família Torrico de um lado e a uma pequena casa nos fundos de propriedade do arquiteto Dusan Radonich.

Continua após a publicidade

Arquitetura única

Quando morou em Córdoba, na Argentina, Mario Alberto Palma Gómez se interessou pelas construções religiosas históricas, feitas de pedra e argamassa. No entanto, ele percebeu que a técnica apresentava problemas nas terminações das juntas e aberturas. Anos depois, em uma viagem à Colômbia, o arquiteto viu uma solução para o problema feita com tijolos.

casacor bolivia decor decoração arquitetura 2021 mostras tukabash suite principal ivan lengstorff renato trujillo quarto
No Tukabash – Suite Principal, ambiente de Iván Lengstorff e Renato Trujillo, é possível ver a técnica construtiva da parede, que alia pedras e tijolos à argamassa. Alvaro Mier/CASACOR

“Na Casa Verde, planejei utilizar pedra, argamassa e tijolo na alvenaria apenas da fachada da área de recepção da casa. Mas o impacto foi tamanho, que resolvi aplicar a técnica em toda a casa, tanto na parte externa quanto na interna”, explicou na época.

Nas vigas de concreto armado que sustentam as coberturas da área social, vários são os detalhes, inclusive algumas aberturas feitas para mostrar as vantagens e os benefícios da utilização desse material – e para mostrar que as partes da estrutura são componentes que também podem ser usadas esteticamente.

casacor bolivia decor decoração arquitetura 2021 mostras lliving comedor social clarissa cingolani maya mac lean
No Living Comedor Social, de Clarissa Cingolani e Maya Mac Lean, é possível ver as estruturas originais da casa, além das paredes feitas de tijolo e pedras. Alvaro Mier/CASACOR

A 8ª CASACOR Bolívia ficará aberta de 28 de abril a 29 de maio, e promete, mais uma vez, surpreender o público com espaços renovados e adaptados para a contemporaneidade que reverenciam o bem viver.

Para saber mais, continue ligado no site.

Continua após a publicidade
Publicidade