Casa Cor Minas 2014: ambientes decorados e integrados com a mata

Os 50 ambientes priorizam matérias-primas regionais e se conectam com as paisagens da região conhecida como Macacos.

Por Por Luciana Andrade | Fotos Divulgação Atualizado em 3 mar 2017, 16h01 - Publicado em 11 Maio 2015, 20h27

Mais de 60 profissionais se mobilizaram para dar forma e função aos espaços da Casa Cor Minas, que completa duas décadas celebrando o que há de melhor no estilo e nas matérias-primas locais. Nesta edição comemorativa, a escolha da sede é especial: a charmosa São Sebastião das Águas Claras – mais conhecida como Macacos -, no distrito de Nova Lima, a 12 quilômetros de Belo Horizonte. A área preservada de mais de 70 mil metros quadrados, no novo condomínio Vila Gaya, guarda paisagens que renderam belas inspirações aos arquitetos, designers de interiores, decoradores e paisagistas. E todos buscaram integrar ao máximo o verde em seus projetos através de panos de vidro, grandes aberturas, jardins verticais e outros recursos que também potencializam a luz que vem de fora. Tanta integração com o verde aconteceu em meio a chuvas durante a inauguração, mas nem a lama abalou os visitantes da Casa Cor Minas. Outro aspecto interessante dos ambinetes decorados é que todos os apartamentos da mostra são praticamente iguais, então o visitante pode conhecer diferentes arquiteturas de interiores a partir de uma mesma planta. E, como você verá na galeria de fotos a seguir, um olhar, de fato, muda tudo!

Publicidade