CASA COR Goiás: 9 ambientes que possuem animais como item de decoração

As peças decorativas podem ser vistas desde o Quarto do Bebê até a Garagem, tanto como figuras fofinhas como selvagens!

Por Alex Alcantara - Atualizado em 26 jul 2018, 12h04 - Publicado em 31 Maio 2016, 14h01

A presença de animais em itens de decoração já não é novidade. Porém, os seus mais variados usos e novas tendências são apresentadas por diversos ambientes da CASA COR Goiás 2016. Seja em obras de arte, nas paredes ou nos enfeites, os bichos estão por toda parte e trazem energias diferentes aos espaços. As representações de animais fazem parte de tradições milenares e simbolizam as forças energéticas caracterizadas de cada animal.

Desde a antiguidade, e em razão da conexão das aves com o céu, os animais representam o elo sobrenatural entre o céu e a terra. Os atributos dos símbolos variam em função das diferentes entidades culturais.  Confira na galeria abaixo os profissionais que foram cativados pelos peças que homenageiam a fauna brasileira e a uma lista com características que cada animal possui.

Alce – resistência, poder, fibra, força, habilidade para realizar suas tarefas, auto-estima.

Andorinha – proteção, calor do lar, perspectiva apropriada.

Babuíno – defesa da família. 

Beija-flor – alegria, brincadeira, felicidade, amor e néctar da vida.

Cachorro – lealdade, amor, proteção, habilidade para farejar dificuldades, silêncio compreensivo, uso correto de intuição. 

Cavalo – poder, fibra, resistência, fidelidade, liberdade, viagem, adverte de possíveis perigos, acelera o crescimento pessoal.

Coelho – malícia, paradoxo e contradição, intuição, pensamento rápido, fertilidade e nova vida. 

Coruja – poder feminino, visão aguda, mensageiro de segredos e presságios, sabedoria do silêncio.

Elefante – força, realeza, sabedoria ancestral, remoção de obstáculos.

Galinha – ouvindo a voz interior, fertilidade e sacrifício. 

Galo – proteção, sexualidade, poder da voz, capacidade de observar e ressurreição. 

Gato doméstico – independência, vendo o invisível, mistério, magia. 

Continua após a publicidade

Girafa – perspicácia, habilidade para alcançar novas alturas, comunicação, ver alem dos medos. 

Hipopótamo – uso adequado da agressão, uso da agressividade maternal, idéias novas, proteção da família. 

Javali – habilidade para pressentir perigo, coragem, proteção, habilidade para achar a verdade. 

Leão – libertar-se das tensões, forte ligação com a família, força, coragem, energia, assertividade da feminilidade.

Lince – sutileza de visão, adivinhação, desenvolvendo sensações psíquicas, guardião dos segredos e mistérios.

Papagaio – cura pelas cores, sarcasmo, vida conjugal, direção e sabedoria para pensar antes de falar. 

Pato – conforto emocional, energia da água, vendo claramente as emoções, proteção. 

Pantera Negra/ Onça – viagem astral, energia guardiã, símbolo do feminino, reivindicando o verdadeiro poder, morte e renascimento.

Toupeira – destacando a auto-expressão, desprendimento, guardião de historias, agressividade. 

Urso – despertar do poder do inconsciente, curador, morte e renascimento, transformação, defesa, sabedoria. 

Urso Polar – introspecção, solidão, especialista para navegar em águas emocionais, habilidade para achar alimento em paisagens estéreis, força em face a adversidade, comunicação com o espírito, sonhos, morte e renascimento.

Vaca – colocando-se alerta ao perigo, satisfação, amor, compartilhando em comunidade. 

Veado – gentileza, inocência, encanto por novas aventuras, habilidade para escutar, equilíbrio entre graça e beleza.

 

Continua após a publicidade
Publicidade