Maior instalação de energia limpa OPV do mundo é finalizada em São Paulo

Frente no combate à mudança climática, o projeto conta com 1.800 m² de filmes de energia solar instalados em um prédio da Natura em Cajamar

Por Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 16h28 - Publicado em 13 dez 2019, 17h25
Divulgação/CASACOR

O projeto que instalou 1.580 painéis solares em Cajamar, região metropolitana de São Paulo, é considerado o maior do mundo em produção de energia limpa. Foram instalados 1.800 m² de filmes em um prédio da Natura conhecido como NAN, Núcleo de Aprendizagem Natura. 

Os painéis contam com tecnologia do OPV – Organic Photovoltaic, os filmes fotovoltaicos orgânicos capazes de transformar energia solar em elétrica e alternativa mais verde para geração de energia. As películas contam com design inovador e são produzidas a partir de materiais orgânicos, não-tóxicos e recicláveis. Cada metro quadrado de OPV evita a emissão de 120 kg de gás carbônico por ano.

O vice-presidente de Operações e Logística da Natura, Josie Peressinoto Romero, afirma que a instalação é uma frente no combate às mudanças climáticas. “Além de buscar eficiência energética, a instalação produz energia limpa. A tecnologia do OPV é a de menor impacto possível, dialoga com nossos valores e reflete nosso compromisso com a sustentabilidade”.

A estimativa é que a energia gerada pelo OPV contribua para evitar a emissão anual de 37 toneladas de dióxido de carbono – o equivalente ao consumo de 459 residências no Brasil em um mês.

Continua após a publicidade
Publicidade