Estruturas modulares na Itália tem design sustentável surpreendente

Projetado pela MASK Architects, as estruturas utilizam energias limpas para oferecer mais iluminação e um design surpreendente para os visitantes

Por Yeska Coelho Atualizado em 24 set 2021, 10h18 - Publicado em 27 set 2021, 16h00

Uma estrutura modular feita pela MASK Architects promove o desenvolvimento sustentável por meio de um sistema modular em um ambiente natural. Batizada como “Madre Natura”, o estilo é inspirado nas obras do artista Constantino Nivola, mais precisamente em sua escultura “La Madre”.

estruturas modulares sustentáveis
Divulgação/CASACOR

O projeto tem o objetivo de chamar a atenção e incentivar designers do mundo todo a utilizar um sistema de construção impresso em 3D de aço. É uma identidade totalmente icônica com peças de arte e uma estrutura arquitetônica habitável e sociável, dando uma cara nova para a cidade de Sardenha, na Itália, onde foi incorporada.

A técnica utilizada para a criação das estruturas modulares é algo novo, que eles chamaram de “Exolsteel“. Os arquitetos queriam criar uma peça arquitetônica que unisse arte e tecnologia em um projeto de museu habitável. Ou seja: os visitantes podem adentrar as estruturas e conferir as surpresas reservadas ali dentro.

estruturas modulares sustentáveis
Divulgação/CASACOR

Cada uma das estruturas funciona como um farol na montanha, e durante a noite, as luzes oferecem uma iluminação aconchegante para que os frequentadores consigam fazer uso social e apreciar as exposições.

A obra resgata o ideal de preservação, especialmente do patrimônio histórico e também do trabalho do artista Constantino Nivola, mas faz uma releitura com técnicas mais modernas e mais voltadas para o cuidado com o meio ambiente. Esse tipo de iniciativa é fundamental, ainda mais na área em que foi inserida: uma encosta de montanhas com diferentes níveis, rodeadas por um cenário natural e autossustentável.

estruturas modulares sustentáveis
Divulgação/CASACOR

Com o projeto, a MASK Architects mostra que é possível fazer uma intervenção e criar habitações em meio à natureza sem depreciá-la.

Cada edifício está centralizado em uma torre de energia que serve como fonte natural e utiliza placas solares e energia eólica. Os módulos da estrutura permitem a passagem do vento e canalizam para que ele consiga ser direcionado para as turbinas.

estruturas modulares sustentáveis
Divulgação/CASACOR

Além disso, alguns instrumentos tecnológicos foram utilizados para compor a ambientação: como câmeras inteligentes com detectores de incêndio. Assim, trazendo uma segurança maior tanto para os visitantes, como também não oferecer risco para a natureza.

Os módulos também podem ser utilizados para “auto isolamento”, para que os visitantes consigam manter às recomendações da OMS em relação à pandemia do coronavírus. Para isso, os módulos foram projetados para serem expansíveis, flexíveis e adaptáveis ​​para ajudar a comunidade de todas as maneiras possíveis.

Continua após a publicidade
Publicidade