A história do Badebec e CASACOR aos olhos da chef Lourdes Bottura

A parceira do Badebec e da CASACOR teve início em 2002, e desde então mostra que a arquitetura e gastronomia são manifestações artísticas que se completam

Por Yeska Coelho Atualizado em 3 nov 2021, 09h08 - Publicado em 31 out 2021, 12h07

Tufi Mousse - Restaurante Terraço. projeto da CASACOR São Paulo 2021.

Filha de donos de restaurante e hotel, Lourdes Bottura até pensou em seguir os caminhos deixados pela família, mas do que realmente gostava era de “cozinhar em casa”, como ela mesma contou. Fez alguns cursos de culinária na Escola Wilma Kövesi, referência no estudo gastronômico, e até chegou a dar aula na própria instituição, além de consultorias para alguns restaurantes, mas, em 2001, surgiu a ideia de ter o seu próprio estabelecimento – e assim nasceu o Badebec.

A Chef Lourdes Bottura criou o Badebec em 2001
A chef Lourdes Bottura criou o Badebec em 2001. Divulgação/CASACOR

As saladas e os carpaccios fizeram do estabelecimento um verdadeiro sucesso e continuam sendo a especialidade da casa. Frutas como manga, melão e abacaxi protagonizavam as receitas e traziam um frescor agradável para os clientes. “Começamos a introduzir pratos sofisticados, mas de uma maneira muito simples, trazendo uma cozinha saudável, de preparo caprichado e que surpreende o cliente”, explica Lourdes.

A chef conta que está sempre de olho em coisas novas e investe em pesquisas para inovar nos pratos e trazer experiências novas e saborosas para os seus clientes. Inclusive, em suas viagens ela sempre tenta conhecer novos sabores para levar ideias ao Badebec.

Produtos orgânicos

 

Continua após a publicidade

Mesmo antes de se tornar algo “da moda”, o Badebec vinha utilizando legumes orgânicos para trazer mais sabor em cada um de seus pratos – e não é errado afirmar que esse foi um dos fatores fundamentais para que as saladas do restaurante fizessem tanto sucesso.

Berinjela amarela ou rosada, abobrinha amarela, cenoura amarela, roxa ou branca. Você já se deparou com esses legumes nessas cores? Parece até coisa de outro mundo! Esse é o tipo de prato orgânico que o Badebec serve a seus clientes, com sabores harmoniosos e texturas surpreendentes para agradar os mais diversos paladares.

O tempero que faltava para a CASACOR

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Badebec (@badebec)

Em 2002, o Badebec e a CASACOR iniciaram sua parceria. Era a 16ª edição da mostra paulista, que na época foi realizada no complexo da antiga Unidade Sampaio Viana -a Febem localizada no bairro do Pacaembu. O espaço foi totalmente transformado naquele ano para receber os mais lindos projetos e o melhor da gastronomia.

O primeiro projeto do restaurante na CASACOR foi assinado por ninguém menos do que Sig Bergamin, e o sucesso foi imenso. “Nós tínhamos fila de espera todos os dias”, lembra Lourdes. “O Badebec completa o mix da CASACOR porque ele tem uma comida que é de buffet, com um serviço rápido para que o público aproveite ao máximo a visitação, e ainda conta com pratos saboros em um ambiente alegre, divertido, onde as pessoas podem se reunir. É sempre uma alegria muito grande”, complementa.

Para Lourdes participar da CASACOR é sempre um desafio prazeroso porque assim como a mostra ela oferece novidades da gastronomia, o Badebec todos os anos se renova para levar sabores inusitados e sensações inéditas aos visitantes.

Sustentabilidade

 

Continua após a publicidade

Restaurante Terraço por Tufi Mousse

A sustentabilidade é uma prioridade tanto das mostras da CASACOR quanto da produção do Badebec – e essa é, inclusive, uma das razões para a parceria de sucesso já estar próxima de completar 20 anos de muita história.

Lourdes conta que seus funcionários foram todos treinados por um especialista para tirar o melhor proveito possível de cada um dos alimentos, mesmo as partes que costumam ser descartadas garantem mais sabor aos pratos e demonstram um imenso cuidado e respeito para com os ingredientes.

Os resíduos também são uma pauta importante para o Badebec. “Desde a pesagem, separação do lixo até o descarte, nós tomamos muito cuidado para ser feito da melhor maneira possível”.

O Badebec na CASACOR São Paulo 2021

 

Continua após a publicidade

Restaurante Terraço por Tufi Mousse

Na CASACOR São Paulo 2021, o espaço do Badebec leva a assinatura de Tufi Mousse e foi chamado de “Restaurante Terraço”. O arquiteto apostou em um espaço ventilado e uma logística focada em evitar desperdícios. Muito atento às novas necessidades relacionadas à pandemia, o profissional apostou em criar um amplo espaço, arejado, onde é possível garantir um distanciamento entre as mesas.

O restaurante foi criado quase que como um “quebra-cabeça”, já que o arquiteto abriu mão de usar tijolos e elementos estruturais mais densos para lançar mão de peças em MDF, que após o evento podem ser reutilizadas. Como resultado, além da pegada sustentável, está também a agilidade na construção do espaço.

Restaurante Terraço por Tufi Mousse

A filosofia de Tufi tem tudo a ver com a CASACOR e com o Badebec, que voltou com sua gastronomia mais brasileira e orgânica do que nunca. “Eu costumo dizer que a nossa cozinha é uma comida caseira com procedimentos de restaurante. Nós trabalhamos com o que tem na estação, com produtos frescos”, reflete Lourdes.

Ela complementa: “o Tufi é um arquiteto objetivo, e o projeto dele era tão bom desde o início que nós ficamos maravilhados. O restaurante está aí: lindo, cheio e alegre”.

Serviço CASACOR São Paulo 2021

 

Continua após a publicidade

Onde: Parque Mirante, (anexo ao Allianz Parque) – Rua Padre Antônio Tomás, 72

Quando: de 21 de setembro a 15 de novembro de 2021

Horário de funcionamento: segunda* a domingo, das 12h às 22h

* Consulte os dias especiais de abertura às segundas-feiras no site.

Bilheteria digital: https://casacor.byinti.com

Estacionamento no Local – Estapar
R$50 (período de 4 horas)
R$5 (por hora adicional)

Valores dos ingressos:
R$ 80 (Terça a Quinta) – Inteira
R$ 40 (Terça a Quinta) – Meia entrada
R$ 100 (Sexta Sábado, Domingo e Feriados)
R$ 50 (Sexta Sábado, Domingo e Feriados) – Meia entrada

Compra de ingresso de meia-entrada
– Idoso a partir de 60 anos
– Estudante apresentando o documento válido com foto ou recibo de pagamento
– PCD e seu acompanhante (conforme lei 12.933/13)
– Professor da rede pública e privada, apresentando o documento válido com foto
* Comprovação de meia-entrada será exigida na porta

Importante:
– Gratuidade de entrada para crianças com idade comprovada de até 10 anos
– 1 (um) CPF pode comprar no máximo 10 ingressos
– A partir de 5 ingressos, parcelamento em 2 vezes
– Venda Grupo: Compras acima de 10 ingressos ou por CNPJ, envie e-mail para ajuda@byinti.com

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade