Continua após publicidade

Veja quais plantas predominam nos jardins da CASACOR São Paulo 2024

Paisagistas da mostra contam quais são os gêneros e espécies predominantes nos jardins desta edição e explicam a rotina de cuidados

Por Maria Fernanda Barros
Atualizado em 2 jul 2024, 19h23 - Publicado em 2 jul 2024, 11h00

Faça chuva ou faça sol na CASACOR São Paulo 2024, as plantas da mostra contemplam diferentes variações de clima, luminosidade ou estilo de decoração pensados para cada tipo de jardim. Há quem crie plantas nas janelas de casa, quintais, pátios abertos ou ambientes interiores e, por isso, o paisagismo executado na CASACOR fornece inspirações diversas aos visitantes.

A seguir, confira quais são os gêneros e espécies predominantes nos jardins desta edição e as dicas de cuidados oferecidas pelos paisagistas da mostra!

Elaine Kalil Paisagismo - Simplicidade Atenta. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Elaine Kalil Paisagismo – Simplicidade Atenta. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (MCA Estúdio/CASACOR)

O gênero botânico Philodendron, ou Filodendro, apareceu nos jardins da CASACOR São Paulo em diferentes espécies.  A necessidade de projetar um jardim dentro de um espaço sem iluminação natural fez Elaine Kalil optar pelos Philodendrons Colombianos, uma espécie que se adapta em ambientes de sombra. “Eles trouxeram um movimento diferente ao jardim. Eu criei um jardim tropical com a intenção de acolher a construção e deixar a casa como se tivesse sido construída em meio a mata“, comenta a paisagista. 

Renata Guastelli Paisagismo - Conexão Natural. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Renata Guastelli Paisagismo – Conexão Natural. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (MCA Estúdio/CASACOR)

Outro jardim projetado em uma área coberta da mostra é o espaço Conexão Natural, projetado por Renata Guastelli. No projeto, a paisagista apresenta outra variação possível do gênero: o Philodendron Undulatum, ou Filodendro Ondulado.

Segundo a paisagista, os principais cuidados com a planta envolvem a rega constante a cada três dias e a limpeza das folhas. A iluminação fotossintética é outro recurso válido, explica a paisagista: “Ela ajuda a manter a fotossíntese das plantas, nessa área que é escura e sem iluminação natural”.  

Mônica Costa Paisagismo - Vista Xingu. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Mônica Costa Paisagismo – Vista Xingu. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (MCA Estúdio/CASACOR)

Essa espécie também marca presença no jardim de Mônica Costa, o primeiro ambiente do percurso da CASACOR São Paulo 2024. Mônica explica que as folhas verdes, lisas e brilhantes do Filodendro Ondulado o tornam uma boa escolha em interiores e jardins sombreados devido ao seu apelo decorativo e preferência por iluminação indireta. “A luz solar direta pode queimar as folhas”, afirma.

Continua após a publicidade

A paisagista aponta que a planta pode precisar de suporte conforme cresce, especialmente para manter sua forma ondulada característica.

A Costela-de-Adão é outra planta que se sobressaiu em dois ambientes da CASACOR São Paulo 2024: tanto no jardim de Elaine Kalil quanto no de Mônica, as folhas grandes e recortadas da espécie se destacam nos ambientes. De nome científico Monstera Deliciosa, a Costela é uma trepadeira natural e, por isso, pode se beneficiar de um suporte para crescer verticalmente. “Pode ser um tutor ou treliça dentro do vaso, ou ao redor dele”, explica Mônica.

Mônica Costa Paisagismo - Vista Xingu. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Mônica Costa Paisagismo – Vista Xingu. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (MCA Estúdio/CASACOR)

A espécie possui semblante similar ao dos Filodendros Ondulados. Inclusive, as orientações dadas por Mônica são as mesmas para as duas plantas: além da recusa à luz direta, ambas preferem ambientes úmidos e não devem ser expostas a correntes de ar frio ou temperaturas baixas.

Duas outras espécies de Filodendrons foram incorporadas no Pátio Brasileiro, projeto de Luciana Bacheschi e Gabi Pileggi. O Philodendron Williamsii e o Philodendron Melinonii Rubro são espécies nativas que foram escolhidas pelas paisagistas para homenagear a vegetação nativa e mostrar como uma flora exuberante pode integrar os ambientes externos.

Gabi Pileggi e Luciana Bacheschi - Pátio Brasileiro. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Gabi Pileggi e Luciana Bacheschi – Pátio Brasileiro. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (Camila Santos/CASACOR)
Gabi Pileggi e Luciana Bacheschi - Pátio Brasileiro. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Gabi Pileggi e Luciana Bacheschi – Pátio Brasileiro. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (Camila Santos/CASACOR)

Na fonte central do ambiente, o destaque do paisagismo vai para duas espécies nativas de Antúrios: o Anthurium Hookeri e o Anthurium Pendulo. Segundo Luciana, ambos são também plantas de fácil cuidado e pouca rega.

Continua após a publicidade

“Tivemos esse cuidado de escolher plantas de fácil cuidado e mostrar que há muita beleza em usar plantas nativas no nosso Pátio Brasileiro. Na verdade, é fácil você ter um jardim muito bonito, sem precisar se escravizar muito em relação a planta”, diz Luciana.  

Os antúrios também aparecem no Jardim Peugeot, de Gil Fialho. A espécie que o paisagista optou por destacar foi o Anthurium Plowmanii a espécie nativa mais rústica desse gênero botânico. Por meio das folhas gigantescas, coriáceas, verde-escuras e compostas por nervuras e ondulações, a planta “atinge a atenção dos visitantes”, afirma Gil.

O paisagista acrescenta que os Antúrios aguentam melhor a falta de umidade do que os outros aveludados, mas reforça: “Toda planta tropical necessita de uma certa umidade no ar”. Além disso, Gil explica que, apesar da espécie preferir uma luminosidade difusa, ela aguenta bem os dias de pouca exposição do sol.

Gil Fialho Paisagismo - Jardim Funcional Peugeot. Projeto da CASACOR São Paulo 2024.
Gil Fialho Paisagismo – Jardim Funcional Peugeot. Projeto da CASACOR São Paulo 2024. (Carolina Mossin/CASACOR)

SERVIÇO – CASACOR São Paulo 2024

Onde: Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, 2073 – São Paulo (SP)

Quando: de 21 de maio a 28 de julho de 2024

Continua após a publicidade

Horário bilheteria:
Terça a sábado, das 12h às 22h
Domingos e feriados, das 11h às 21h

Bilheteria digital:https://appcasacor.com.br/en/events/sao-paulo-2024

Valores dos ingressos:
R$ 111 – Inteira
R$ 56 – Meia-entrada

Compra de ingresso de meia-entrada: idoso a partir de 60 anos, estudante apresentando o documento válido com foto ou recibo de pagamento. Deficiente e seu acompanhante (conforme lei 12.933/13). A comprovação de meia-entrada será exigida na porta.

Compartilhe essa matéria via:

 

 

Publicidade
Pular para o conteúdo