Continua após publicidade

Deslumbrante paisagismo é a principal atração destes 3 hotéis pelo mundo

Recheados das mais diversas espécies de flores e folhagens, esses hotéis investiram fortemente no paisagismo para elevar a experiência de seus hóspedes

Por Redação
Atualizado em 1 abr 2022, 18h10 - Publicado em 3 abr 2022, 10h00
Anantara Kihavah; Maldivas; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Grande atenção é dada ao design e arquitetura de um hotel de luxo, mas existem hotéis que investem fortemente no paisagismo e na criação de espaços verdes em suas propriedades parar elevar a experiência dos hóspedes em sua estadia. 

A seguir, listamos três hotéis de luxo ao redor do mundo que criaram espaços verdes que servem como um oásis dentro da propriedade. Confira!

Hotel de Russie, em Roma

 

Hotel de Russie; hotel de luxo; paisagismo; arquitetura;
(Divulgação/CASACOR)

O jardim histórico do Hotel de Russie, em Roma, era originalmente um modesto vinhedo adjacente a um antigo terreno que, no início do século XVII, foi adquirido pelo Cardeal Scipione Caffarelli Borghese para criar uma “Villa das Delícias“. 

Hotel de Russie; hotel de luxo; paisagismo; arquitetura;
(Divulgação/CASACOR)

Em 1820, o arquiteto Giuseppe Valadier o adaptou à moda da época e criou um jardim com peças arquitetônicas, trilhas para caminhada e áreas de descanso erguendo margens verdes e áreas com uma pequena cachoeira. 

Hotel de Russie; hotel de luxo; paisagismo; arquitetura;
(Divulgação/CASACOR)

Desde sua criação, o jardim do Hotel de Russie permaneceu uma parte central da vida romana, um ponto de encontro favorito onde os habitantes locais se misturam com chefes de estado e estrelas de Hollywood para desfrutar de uma bebida em um dos cantos mais adoráveis da cidade.

Hotel de Russie; hotel de luxo; paisagismo; arquitetura;
(Divulgação/CASACOR)

O espaço não deve ser visto simplesmente como um oásis verde e acolhedor, pois trata-se de uma obra histórica de paisagismo, caracterizada por um eixo central e componentes arquitetônicos neoclássicos – como terraços, balaustradas, grutas, bacias, fontes, ninfeus e estátuas – inseridos em um rico quadro botânico.  

Continua após a publicidade

Royal Mansour, no Marrocos

 

Royal Mansour; Marrocos; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

O Royal Mansour é há muito tempo o destino favorito dos viajantes que buscam privacidade e exclusividade dentro das muralhas da Medina de Marrakech. 

Propriedade do Rei do Marrocos, o icônico hotel de luxo expandiu seus exuberantes jardins em quase três hectares.

Royal Mansour; Marrocos; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

O renomado estúdio de paisagismo espanhol Luis Vallejo Landscape projetou o design do espaço e inspirou-se nas práticas agrícolas tradicionais marroquinas – uma homenagem à Antiga Muralha de Marrakech, que atualmente faz fronteira com a propriedade de luxo. 

Royal Mansour; Marrocos; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Acenos para os Jardins de Agdal e os Jardins de Menara, ambos classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO, também são vistos na grade geométrica de oliveiras e palmeiras e na flora e fauna locais. 

Royal Mansour; Marrocos; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Os jardins do palácio incluem um robusto jardim de ervas e uma horta de vegetais orgânicos. Plantas medicinais, incluindo hortelã, alecrim, sálvia e alfazema, são cultivadas para uso em infusões e tratamentos no amplo Spa Royal Mansour. Cenouras, cardos, berinjelas, favas e outros produtos orgânicos recém colhidos são incorporados aos cardápios dos quatro restaurantes da propriedade, com ênfase em receitas saborosas e nutritivas.

Continua após a publicidade

Anantara Kihavah, nas Maldivas

Anantara Kihavah; Maldivas; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

A palavra “nala”, local das Maldivas, se traduz como “bela” e, com aproximadamente 1.200 orquídeas de 25 espécies diferentes, o Nala Orchid Garden do luxuoso resort Anantara Kihavah Maldives é certamente um dos jardins mais exóticos de todo os hotéis de luxo do mundo. 

Anantara Kihavah; Maldivas; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Os hóspedes podem desfrutar do jardim à vontade ou fazer uma visita guiada com o guru de orquídeas, que está sempre pronto para compartilhar seu conhecimento sobre as diferentes variedades de orquídeas encontradas no resort e fornecer dicas sobre como cultivá-las e tratá-las.  

Anantara Kihavah; Maldivas; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Ao lado do Nala Orchid Garden fica o verdejante Jardim Orgânico do resort, um espaço verde em todos os sentidos. Além de ser um local agradável para desfrutar da natureza, é também uma horta, cujos ingredientes são aproveitados em bebidas e comidas servidas no resort. 

Anantara Kihavah; Maldivas; arquitetura; paisagismo
(Divulgação/CASACOR)

Os hóspedes interessados em aprender mais sobre jardinagem orgânica ou que simplesmente desejam desfrutar de um passeio panorâmico pelo exuberante jardim podem se juntar ao jardineiro orgânico residente do resort para uma visita guiada enquanto ele compartilha detalhes fascinantes sobre as práticas sustentáveis implementadas.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade