Três arquitetas vencem Prêmio Global LafargeHolcim 2018

O prêmio propõe a criação de projetos com viés social e ambiental e recebeu mais de cinco mil inscrições de 131 países

Por Ana Carolina Harada 3 abr 2018, 16h34
Troféus Global LafargeHolcim Reprodução/CASACOR

Em março, os resultados da quinta edição do Prêmio Global LafargeHolcim para construção sustentável foram divulgados. Neste ano, três mulheres ocuparam o primeiro, segundo e terceiro lugar. Foram mais de cinco mil projetos inscritos, de 131 países.

A premiação propõe a criação e desenvolvimento de construções que tenham relevância social e ofereçam soluções a questões ambientais.  Conheça mais sobre as vencedoras abaixo!

Vencedor do prêmio ouro

Hydropuncture, de Loreta Castro Reguera, Manuel Perló Cohen

Reprodução Archdaily/CASACOR

Trata-se de um complexo de retenção e tratamento de água público, no México. Localizado em uma parte menos favorecida da capital, Ciudad de Mexico, o projeto alia a política pública hídrica ao espaço público de qualidade.

Vencedor do prêmio prata

Legacy Restored, de Mariam Kamara, Yasaman Esmaili

Reprodução Archdaily/CASACOR

Este projeto é um complexo religioso e secular no Níger. Sua arquitetura vernacular reinterpretada é a materialização de sua função: valorizar o artesanato local, abrigar um centro comunitário e servir como espaço de suporte da educação das mulheres.

Vencedor do prêmio bronze

Grassroots Microgrid, de Constance C. Bodurow

Reprodução Archdaily/CASACOR

Trata-se de um plano de reurbanização para uma área de Detroit, nos Estados Unidos. O plano prevê obras de infraestrutura coletiva, alimentação, energia e engajamento civil, sempre norteadas pelas necessidades da comunidade.

Continua após a publicidade
Publicidade