Startup queniana transforma plástico em tijolos mais fortes que concreto

À frente do projeto, a empresária Nzambi Matee afirma que o projeto já reciclou mais de 20 toneladas de plástico

Por Yeska Coelho 24 fev 2021, 08h20

Uma startup na Quênia vem se destacando por seu trabalho revolucionário voltado para a construção civil. Trata-se de uma máquina que é capaz de reciclar o plástico e transformar em tijolos mais resistentes do que os tradicionais modelos de concreto.

Chamada de Gjenge Makers, a empresa é comandada por uma mulher de 29 anos moradora de Nairóbi chamada Nzambi Matee. A solução vem atraindo olhares, e já chegou a produzir 1.500 tijolos em um único dia.

Nzambi Matee segurando dois tijolos
Divulgação/CASACOR

A construção civil é uma das áreas com maior impacto ambiental no mundo todo, inclusive sendo associada a vários fenômenos como o aquecimento global e o crescimento da poluição nas cidades, isso sem contar o alto consumo de água. Por isso, iniciativas que trazem soluções espertas para reduzir os danos causados são sempre muito bem-vindas.

Para Matee, o “plástico é um material mal utilizado e mal compreendido. Possui um potencial enorme, mas sua vida após a morte pode ser desastrosa”.

tijolos mais resistentes que concreto feitos em plástico
Divulgação/CASACOR

Antes de iniciar os estudos e abrir seu próprio negócio, a empresária trabalhava como engenheira na indústria de petróleo do Quênia. Em 2017, abriu mão do emprego e decidiu se aventurar para testar a pavimentação em uma solução de plástico com areia.

Não demorou muito para que começasse a estimular a reciclagem e aumentar o nível de empregabilidade em sua região. E foi com esse propósito que sua empresa nasceu. Hoje, a startup conta com 112 funcionários que são jovens, mulheres e catadores de lixo.

piso plastico reciclado diferentes cores azul e preto
Divulgação/CASACOR

A máquina responsável pela criação em massa foi construída depois que a especialista identificou a melhor combinação de plástico para garantir resistência. Os tijolos são feitos de maneira personalizada, com cores, tamanhos e formatos diferentes. São vendidos por pouco mais de U$ 7 o metro quadrado.

piso feito com plastico reciclado
Divulgação/CASACOR

A empresa até o momento já foi capaz de reciclar mais de 20 toneladas de plástico em tijolos de pavimentação. Com números tão positivos, Nzambi recebeu o prêmio de Jovem Campeã da Terra de 2020, certificação que é reconhecida pelo Programa Ambiental das Nações Unidas.

Continua após a publicidade
Publicidade