Continua após publicidade

SP–Arte inaugura espaço permanente neste sábado

O espaço ocupará umas das residências projetadas pelo artista e arquiteto Flávio de Carvalho para a Vila Modernista, nos Jardins

Por Redação
17 mar 2023, 16h14

Mais relevante feira de arte e design da América Latina, a SP–Arte inaugura neste sábado, 18, seu primeiro espaço permanente dedicado à realização de exposições e eventos ligados às artes visuais em São Paulo: a Casa SP–Arte.

Publicidade

Instalada na Vila Modernista, projetada por Flávio de Carvalho (1899-1973), a Casa SP–Arte ocupará o único imóvel – entre os 17 que compõem a vila – inteiramente restaurado em sua versão original.

Publicidade
Conjunto residencial projetado por Flávio de Carvalho, na esquina das alamedas Lorena e Ministro Rocha Azevedo, fotografia do livro
Conjunto residencial projetado por Flávio de Carvalho, na esquina das alamedas Lorena e Ministro Rocha Azevedo, fotografia do livro “Flávio de Carvalho”, de Luiz Camillo Osorio. (Casa SP- Arte/CASACOR)

“Depois de quase 20 anos de trabalho organizando com sucesso várias feiras de arte, queríamos dar um passo a mais. Abrir um espaço permanente nos permite dar asas a projetos próprios (que são muitos!) e de galerias parceiras”, afirma Fernanda Feitosa, diretora da SP–Arte.

Em março, SP-Arte inaugura uma casa permanente de exposições
(Divulgação/CASACOR)

A Casa SP–Arte será inaugurada com a exposição Hélio Oiticica: mundo-labirinto, organizada pela Gomide&Co e por Luisa Duarte, diretora artística da galeria.

Publicidade
Continua após a publicidade

A mostra reúne obras de diferentes fases da produção de Oiticica (1937-1980), incluindo suas investigações de caráter construtivo sobre o plano bidimensional e propostas experimentais que dialogam sobre arte e vida e sobre arte e cultura pop. Compõem a mostra obras produzidas a partir de 1955, incluindo trabalhos do Grupo Frente, e produções dos anos 1970.

Hélio Oiticica,1937-1980, B10 Bólide caixa 08, 1964
Hélio Oiticica,1937-1980, B10 Bólide caixa 08, 1964 / (Divulgação/CASACOR)

Algumas obras do artista, inclusive, ressaltam a arquitetura modernista da casa. É o caso de Relevo espacial (vermelho), 1959-1960.

Publicidade

Também merece destaque o primeiro Penetrável (PN1), que ocupará o centro da galeria. Construído pelo artista em 1961, a instalação é uma homenagem ao crítico de arte Mário Pedrosa (1900-1981).

Hélio Oiticica, 1937-1980, PN 1 Penetrável, 1960/2…ção To Organize Delirium, Whitney Museum, 2017
Hélio Oiticica, 1937-1980, PN 1 Penetrável, 1960/2…ção To Organize Delirium, Whitney Museum, 2017 / (Divulgação/CASACOR)

Em PN1, percebe-se a incorporação do corpo em movimento no interior de uma composição labiríntica – o amarelo se desenvolve em uma estrutura polimorfa de placas que se sucedem no espaço e no tempo, captando tal ideia. Foi esta obra que serviu de inspiração para o título da exposição: mundo-labirinto.

Publicidade

Serviço- Casa SP–Arte

Exposição Hélio Oiticica: mundo-labirinto
Abertura: 18 de março, das 14h às 20h (entrada por ordem de chegada e sujeita à capacidade do espaço)
Período expositivo: até 22 julho de 2023
Horário de visitação: de terça a sábado, das 11h às 17h (entrada por ordem de chegada e sujeita à capacidade do espaço)
Endereço: Alameda Ministro Rocha Azevedo, 1.052 – Jardins

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade
Publicidade
Pular para o conteúdo