Organização mobiliza sociedade para ajudar famílias vulneráveis

Não espalhe o vírus, #EspalheSolidariedade: campanha de financiamento coletivo busca ajudar comunidades precárias das zonas urbanas e rurais do Brasil

Por Redação Atualizado em 22 abr 2020, 13h39 - Publicado em 15 abr 2020, 16h23
Divulgação/CASACOR

Em tempos de pandemia, a grande preocupação é combater a disseminação do Coronavírus. “Fique em casa”, “Lave bem as mãos”, “Alimente-se bem para reforçar a imunidade” são as recomendações oficiais.

Mas, para milhares de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, ficar em quarentena não é tão simples quanto parece. A insegurança que estamos sentindo hoje, essas famílias sentiram por toda a vida.

Divulgação/CASACOR

Segundo a Fundação João Pinheiro (2015), mais de 13 milhões de pessoas vivem em favelas no Brasil. Os idosos, que estão mais suscetíveis à doença, normalmente já sofrem com problemas de saúde e doenças respiratórias por morar em casas precárias com mofo, infiltrações, pouca ventilação e iluminação natural. Tampouco podem se isolar, uma vez que as casas são pequenas e muitas vezes, em apenas um cômodo coabitam até 10 pessoas, incluindo seus filhos e netos. Nesses locais,
estima-se que 3,7 milhões de domicílios não possuem abastecimento de água regular. Algumas favelas e periferias chegam a ficar 10 dias sem fornecimento de água pelas companhias de abastecimento, o que inviabiliza a higienização adequada que vem sendo divulgada como uma medida fundamental para a prevenção do COVID-19. Já na zona rural, não há saneamento e nem acesso à água, e as famílias dependem da água da chuva que é armazenada em suas cisternas.

A expansão dos casos de pessoas contagiadas com o vírus e as precárias condições de moradia nas favelas e periferias do país é motivo de intensa preocupação para Habitat para a Humanidade Brasil, pois o impacto será trágico na vida dessas famílias.

Com o desemprego crescente desde 2014, a quantidade de famílias que se sustentam a partir do trabalho informal nesses territórios também aumentou. Hoje, 47% dessas 13 milhões de pessoas são autônomas e estão com sua renda afetada nesse momento. Outro fator que agrava a situação e põe em xeque a possibilidade de isolamento social para essa parcela da população.

Por tudo isso, Habitat Brasil lança iniciativa com o objetivo de apoiar 1.000 famílias de 20 comunidades espalhadas por 8 estados do país, num esforço nacional de mobilização para garantir que haja comida e possibilidade de higiene em suas casas.

Continua após a publicidade

A campanha “Não espalhe o vírus, #EspalheSolidariedade” é um financiamento coletivo em que qualquer pessoa pode contribuir para levar itens de limpeza e de higiene, cesta básica e água potável para ajudar essas famílias a passar por esse momento mais protegidas. E para apoiar é simples: cada família que pode, ajuda uma que precisa. É só acessar o link e doar qualquer valor:
https://www.catarse.me/espalhesolidariedade.

As comunidades atendidas com a campanha estão em São Paulo/SP, Recife/PE, Riacho das Almas/PE, Rio de Janeiro/RJ, Santos Dumont/MG, Curitiba/PR, Candeias/BA, Fortaleza/CE e Goiânia/GO.

A Habitat Brasil reconhece que nesse contexto é importante agir de forma emergencial para assistir essa população o mais rápido possível. Mas, enquanto várias pessoas estão sendo mobilizadas para essa campanha, a organização também está cobrando governos a adotarem medidas emergenciais e de longo prazo que assegurem a proteção e prevenção necessárias à população de favelas, periferias e grupos vulneráveis, a exemplo da população de rua, tais como garantir o abastecimento regular de água.

A soma dos esforços de todos os atores da sociedade é absolutamente necessária e urgente para minimizar os impactos dessa pandemia para as populações mais vulneráveis desse país.

A Coral, marca de tintas decorativas da AkzoNobel, apoia a Habitat por meio do Tudo de Cor, nosso movimento sociocultural sustentável que acredita no poder da cor e leva transformação e cidadania para milhões de entidades e comunidades em todo o Brasil, a partir de ações voluntárias de pintura e restauração. Ao longo de seus 10 anos de história, a iniciativa já entregou mais de 1,8 mil projetos que resultaram na transformação de mais de 10 mil imóveis, 4,6 mil pintores formados e mais de 1 milhão de litros de tintas utilizados, mobilizando, ao todo, quase 46 mil voluntários. “Nós fornecemos tinta para todas as reformas realizadas pela instituição na comunidade do Heliópolis, trazendo, desde 2018, uma nova perspectiva e inspiração para aqueles que lá vivem. Ao longo deste ano, nossa contribuição se materializará por meio da revitalização de 102 casas junto a Habitat”, conta Elaine Poço, diretora de sustentabilidade e RD&I da AkzoNobel para a América do Sul.

Serviço:

Link da campanha: https://www.catarse.me/espalhesolidariedade
Doações a partir de R$ 15
Meta: 1.000 famílias atendidas com comida, água potável e kit de higiene
Abrangência: 20 comunidades em 8 estados do país

Continua após a publicidade
Publicidade