Artboard Created with Sketch.

MASP celebra a arte de Tarsila do Amaral

Exposição com 160 obras reúne o melhor da pintura de um dos maiores nomes do movimento modernista no Brasil

O Mamoeiro, de 1925 (acervo do IEB, foto: reprodução IEB)

O Mamoeiro, de 1925 (acervo do IEB, foto: reprodução IEB) (Divulgação/CASACOR)

A Tarsila das formas roliças e exuberantes, das frutas, dos mandacarus, das procissões, da roça, do azul caipira… é nesta faceta da artista que a exposição intitulada “Tarsila Popular” foca. A curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva questiona a visão que associava de forma isolada o conjunto do trabalho pictórico à tradição modernista europeia.

A Lua, de 1928 (acervo MoMa)

A Lua, de 1928 (acervo MoMa) (Divulgação/CASACOR)

A proposta da dupla de curadores do MASP é revelar o caráter mais popular do trabalho da artista ao enfatizar nas narrativas retratadas em sua pintura as questões sociais e políticas do contexto da época e que se mantém atuais até hoje. Além disso, há um esforço de aproximar essa pintura erudita com a arte popular sem, contudo, deixar de lado o paralelo com a estética do modernismo europeu.

Manacá, de 1927 (foto: Sergio Guerini)

Manacá, de 1927 (foto: Sergio Guerini) (Divulgação/CASACOR)

Um dos grandes destaques da mostra é a tela Abaporu, que marca o momento em que o artistas modernos brasileiros “digeriram” o que viram e aprenderam na Europa e responderam com uma arte que buscava um contato mais próximo e intenso com o viver do Brasil profundo. A obra, que pertence a coleção do Malba de Buenos Aires, é considerada a pintura mais valiosa do país.

Morro da Favela, de 1924

Morro da Favela, de 1924 (Divulgação/CASACOR)

A tela “A Lua” , de 1028, recentemente comprada pelo o Museu de Arte Moderna, de Nova York esse ano, por mais de 20 milhòes de dólares – após o sucesso da grande retrospectiva “Tarsila do Amaral: Inventing Modern Art in Brazil” exibida no ano passado pela instituição – integra a exposição e atrai todos os olhares.

Obra s/título, de 1927

Obra s/título, de 1927 (Divulgação/CASACOR)

A exposição está impecável desde a museografia, a composição do espaço, os módulos, a parte gráfica e textos, tudo em sintonia com as obras poderosas e acachapantes de Tarsila do Amaral. Não deixe de (re)visitar as obras dessa artista genial, são imagens que instigam e farão parte da sua imaginação para sempre.

Serviço Tarsila Popular

Quando?

De 5 de Abril a 28 de junho de 2019

Onde?

MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP

Quanto?

Entrada inteira: R$40

Meia-entrada: R$20

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.