Artboard Created with Sketch.

Festival de Luzes ilumina a cidade de São Paulo em outubro

Arquitetura, arte e tecnologia se misturam para ressignificar pontos importantes da cidade fazendo com que os moradores tenham um novo olhar sobre ela

 (Divulgação/CASACOR)

A segunda edição do Festival das Luzes de São Paulo ocorre em três finais de semana de outubro e ressignifica monumentos, prédios e pontos importantes da capital paulista. Organizado pelo Visualfarm, estúdio especializado em técnicas de arte digital e mapping, o festival tem como objetivo dar uma nova cara para a cidade e envolver os moradores com a arquitetura. “A cidade é nossa casa e precisamos interagir com ela. O festival das luzes é um evento que busca incentivar a visitação em diversos pontos da cidade, transformando-a em uma enorme galeria de arte e tecnologia”, afirma Alexis Anastasiou, fundador da empresa.

 (Divulgação/CASACOR)

Nos dias 11, 12 e 13 de outubro, o Festival de Luzes de São Paulo celebra o dia das crianças e reafirma que a arquitetura é acessível para todas as faixas etárias. Desenhos de crianças de 05 a 12 anos foram criados especialmente para o espetáculo, projetado no Edifício Anchieta, na esquina da Avenida Consolação com a Avenida Paulista. Este é um dos cruzamentos mais movimentados da cidade, e recebe cerca de 1,5 milhões de pessoas diariamente.

No fim de semana do dia 18, duas ações simultâneas serão realizadas. A primeira ocupa a esquina da Rua Augusta com a Rua Fernando de Albuquerque e é assinada por Letícia Pantoja, uma das talentosas mulheres no Vídeo Jockey Brasileira. A artista utiliza recortes de revista, papéis coloridos e tintas para manipular digitalmente uma colagem esteticamente  surpreeendente. A arte de Pantoja dialoga com o sagrado feminino e coloca em evidência a fraqueza de uma sociedade fragilizada e decadente, que coloca os direitos humanos em
perigo.

Finalmente, nos dias 26 e 27 de outubro, São Paulo recebe o primeiro espetáculo com drones, produzido por um estúdio brasileiro. O “Balé de Drones” trará dezenas de robôs voadores que se posicionam no céu, visível a partir do Monumento às Bandeiras, e formam imagens tridimensionais em pleno ar. Com o auxílio de uma trilha sonora e imagens sequenciais, a experiência é semelhante a de um balé aéreo realizado por vagalumes gigantes. Cada decolagem terá em média 8 minutos e ficará a uma altura de 70 metros do chão, acontecendo de 30 em 30 minutos das 20 h até as 22h.

O festival é gratuito e aberto ao público. Para assistir as intervenções, basta marcar na agenda a data e hora de cada uma delas. As projeções serão repetidas diversas vezes, durante o horário programado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.