Artboard Created with Sketch.
Arquitetura

Conexões na horizontal: o traçado único de Arthur Casas

Os desenhos característicos e exclusivos do arquiteto marcam o skyline de grandes cidades no mundo inteiro

<span>–</span>

(Divulgação/CASACOR)

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 1983, Arthur Casas sabia da sua vocação desde a adolescência. Hoje é um dos arquitetos brasileiros mais importantes com projetos de destaque em São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Paris, Tóquio e outras grandes cidades. Seu traçado único tem influência dos mestres da Escola Paulista Vilanova Artigas e Rino Levi. Em diversas escalas, a criação de Casas está intimamente ligada a uma escala horizontal em que predominam as conexões e o diálogo entre o grande e o pequeno, entre o dentro e o fora.

Desde 1999, o arquiteto lidera seu próprio escritório, o Studio Arthur Casas, com sedes em São Paulo e Nova Iorque. Com mais de três décadas de carreira na bagagem, Casas contabiliza ainda diversos prêmios nacionais e internacionais como o do Museu da Casa Brasileira, Red Dot Design e Retail Design Institute, além do World Architecture Festival 2015 e dos iF Design Awards 2016 e 2017. Em conjunto com sua equipe, também ganhou concursos concorridos para projetar, por exemplo, o Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 assinado em parceria com o Ateliê de Marko Brajovic.

O traçado característico de Arthur Casas também é protagonista de uma linha autoral de mobiliário e acessórios de design que valorizam as formas limpas. 

CASACOR São Paulo

Arthur Casas teve grandes participações na CASACOR, principalmente na década de 1990. Confira na galeria alguns de seus projetos para a mostra!

Hotel Emiliano - Rio de Janeiro

Assim como em São Paulo, o hotel Emiliano do Rio de Janeiro é assinado pelo Studio Arthur Casas com co-autoria do arquiteto americano Chad Oppenheim. A arquitetura contemporânea do edifício, localizada em frente à praia de Copacabana, dá prioridade à luz natural, valoriza a vista e integra os ambientes internos à Cidade Maravilhosa.

O hotel abriga um spa, localizado no 11º andar ao lado das saunas, duches especiais e do ginásio, e oferece uma área de lazer localizada na cobertura, onde foi instalada uma piscina e um deck de borda infinita. Este último andar permite, além disso, uma vista deslumbrante da praia do Leme até o Forte de Copacabana. Com um total de 9.734,37 m² divididos em 12 andares, o prédio possui 90 apartamentos que variam de 42 a 120 .

Com um design arrojado, a fachada merece destaque. Inspirado nas curvas da paisagem do Rio de Janeiro e desenhado exclusivamente para este hotel, os cobogós, sobrepõem toda a construção e quebram a continuidade do concreto que predomina em outros edifícios à beira-mar.

HY Office - Curitiba

O projeto HY Office em Curitiba partiu do pé direito alto e das várias colunas que estruturavam o prédio. O arquiteto espalhou diversos escritórios sem isolamento pelo espaço, uma vez que as novas empresas buscam integrar os ambientes de trabalho e não segregar. As múltiplas salas transparentes são interligadas por um espaço de socialização compartilhado com uma mesa de Ping-Pong e um refrigerador abastecido com cerveja e refrigerante, além de uma televisão sintonizada em canais de esporte e não de notícias. A divisão entre as salas de produção e recepção foi executada através de divisórias de madeira criadas pelo Estúdio que podem ser adaptadas de acordo com a necessidade.

MS House

A casa de verão no interior de São Paulo foi construída para um casal com três filhas adultas. O projeto está dividido em duas seções: de um lado há quatro quartos para as filhas e convidados que dão para um longo corredor com parede de vidro. Na outra extremidade, as áreas sociais formam um único espaço comum integrado com a paisagem envolvente. O clima seco da região levou à criação de um pequeno lago que abraça a casa. Ele possui 50 cm de profundidade com peixes e plantas capazes de manter a água naturalmente limpa. Várias rochas criam uma atmosfera surpreendente na margem e o espelho d’água fica mais profundo, tornando-se uma piscina.

O piso, de madeira nas áreas privadas, é de pedra áspera nas áreas comuns. A sala tem um pé direito de 3,6 m e forro de madeira que aquece a casa e se estende para o exterior, conectando as duas áreas. Um menor volume de madeira ao lado do living abriga uma adega. A horizontalidade da arquitetura ainda é composta por hall de entrada, sala de estar com lareira e sala de jantar. A integração entre interno e externo é reforçada por portas de vidro que deslizam dentro das paredes e desaparecem da vista. Além disso, uma cozinha gourmet e um home theater também podem ser integrados através de paredes deslizantes.

Do lado de fora, o deck de madeira esconde uma jacuzzi no chão. Ao lado dela, uma lareira de pedra é o local perfeito para reunir a família em noites frias. As escadas que levam à suíte master e ao ateliê no primeiro andar são esculturais com seus degraus flutuantes. Os tons lavados dos tijolos dão o toque rústico ao projeto, brincando com as sombras da iluminação.

Mistral

Para a marca de vinhos Mistral, o Studio Arthur Casas criou uma loja que inova a maneira como os clientes se relacionam com o universo do vinho. A maioria das vendas da Mistral acontecem online, portanto, o desafio era justificar a presença dos apreciadores na loja promovendo uma experiência recreativa e atraente.

A loja de 100  é relativamente pequena para a quantidade de funcionalidades que abriga: espaço de vendas, adega, armazenamento, galeria interativa, leitura, degustação e exposição de produtos. As formas orgânicas integram as múltiplas áreas de maneira natural, evocando as percepções sensoriais da bebida. As curvas criaram um caminho onde os espaços são gradualmente revelados. As garrafas parecem estar flutuando sobre a madeira e foram expostas de diferentes maneiras de acordo com cada espaço.

CASA AL

Esse projeto contempla a paisagem do Rio de Janeiro de diversas maneiras. Um grande volume horizontal flutua acima das construções vizinhas. Nesse espaço foram colocadas as áreas sociais. Os quartos de hóspedes e espaços de serviços foram instalados no piso térreo e a área privativa dos moradores, no segundo andar.