MDW 2016: Gufram apresenta peças que despertam mix de sensações

A mostra "Gufram on the Rocks" tem as peças icônicas dessa irreverente empresa que se mantêm fiel ao estilo Italian Radical Design

Por Marcia Carini Atualizado em 26 jul 2018, 11h33 - Publicado em 11 abr 2016, 13h52

Se Alessandro Mendini, Fabio Novembre, Stefano Seletti, Laura Baldessari e tantos outros designers estiveram na abertura da mostra “Gufram on the Rocks”, é porque a coisa é boa. A mostra, apresentada na Galeria Carla Sozzani (Corso Como, 10) tem as peças icônicas dessa irreverente empresa. Fundada há 50 anos (por isso a mostra comemorativa), a Gufram manteve-se fiel ao estilo Italian Radical Design e continua, ainda hoje, trabalhando o contraste dos materiais e formas versus a sensação que podem trazer.

O Cactus, desenhado por Drocco e Mello, por exemplo, é macio – como nunca poderia ser um cacto. A Poltrona, lançada por Mendini é feita com o verdadeiro falso mármore carrara. “Sempre gostei desse jogo estranho de contrastes e essa peça que fiz para eles, para mim, significa a aceitação da falsidade”, brinca o designer Alessandro Mendini. “A Gufram é quase uma história de resistência”, conta o diretor criativo da empresa Charley Vezza, que, a cada dia revela receber inúmeras propostas de designer desejosos de fazer peças para a marca.

“Mas não adianta apresentar ideias como um garfo gigante ou um enorme nariz. o que buscamos são designers que consigam ver tudo com os olhos de uma criança, mas consigam elaborar altíssimo raciocínio filosófico, para que nunca caiamos na banalidade”, finaliza.

Publicidade