Design Museum anuncia vencedores do Prêmio de Design 2017

Os 60 projetos finalistas estão expostos no Design Museum de Londres

Por Ana Carolina Harada Atualizado em 1 fev 2018, 18h22 - Publicado em 1 fev 2018, 18h21

Até o dia 18 de fevereiro, está aberta ao público a exposição do Museu de Design de Londres que reúne 60 projetos indicados aos prêmios Beazley de melhor design do ano. Na décima edição da premiação, os trabalhos estão divididos em seis categorias: Arquitetura, Digital, Moda, Gráficos, Produtos e Transportes. Dentre as obras estão filmes, realidade virtual e áudio.

Conheça os vencedores abaixo!

Vencedor na categoria geral e na categoria Architectural Design: Smithsonian National Museum of African American History and Culture em Washington D.C.

Depois de décadas, o museu foi reaberto para celebrar a história da cultura afro-americana, sua arquitetura, portanto, recebeu influência de ambas.

Reprodução Design Museum/CASACOR

Vencedor na categoria Design Gráfico do Ano: Fractured Lands: The New York Times Magazine

Essa edição da New York Times Magazine foi focada em representar os últimos dez anos no Oriente Médio. Desenhada por Matt Willey, a estética é austera, dramática e monocromática.

Reprodução Design Museum/CASACOR

 

Continua após a publicidade

Vencedor na categoria Design de Produto do Ano: AIR-INK

Trata-se da primeira tinta comercialmente viável feita de poluição do ar. O dispositivo desenvolvido funciona como um filtro em exaustores de carros, ou a diesel capturando os resíduos liberados. Após um processo de refinamento, eles se transformam em pigmento.

Reprodução Design Museum/CASACOR

Vencedor na categoria Design de Moda do Ano: Nike Pro Hijab

Lançado dois dias antes do Dia Internacional das Mulheres, esse Hijab foi desenhado para que atletas islâmicas possam perseguir carreira no esporte.

Reprodução Design Museum/CASACOR

Vencedor na categoria Design de Transporte do Ano: Scewo

Esse dispositivo de mobilidade permite que as cadeiras de rodas consigam alcançar locais que normalmente seriam inacessíveis. Usando trilhos retráteis de borracha a cadeira pode subir e descer escadarias com segurança.

Reprodução Desgin Museum/CASACOR

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade