Fernando Brandão assina projeto de restaurante na China

Com estilo industrial, o profissional elegeu tijolo aparente e tons contrastantes para um clima despojado e acolhedor

Por Yeska Coelho 26 abr 2021, 08h02
restaurante na China é projeto de Fernando Brandão
Divulgação/CASACOR

Uma atmosfera industrial, com cores contrastantes e uma mistura inteligente de texturas foi o resultado do projeto do restaurante Alla Torre Pizzeria localizado na maior cidade chinesa, Shangai. Assinado por Fernando Brandão, o espaço ficou cheio de estilo sem abrir mão do aconchego.

O projeto conta com elementos contemporâneos aliados a cores vibrantes. O vermelho e o verde aparecem com destaque no interior do ambiente com a intenção de passar para os visitantes uma verdadeira atmosfera italiana.

restaurante na China é projeto de Fernando Brandão
Divulgação/CASACOR

Ainda que seu objetivo era o de criar um restaurante super aconchegante, não dá para negar que o projeto de Fernando Brandão conta com design contemporâneo. Investir em elementos industriais foi a forma de fazer esse contraponto para agregar um toque de inovação ao espaço. Para isso, o arquiteto investiu em tijolos aparentes em boa parte do ambiente.

“Além disso, trouxe uma iluminação bem intimista, garantida pelo jogo de pendentes, que criam uma luz direta sobre as mesas”.

restaurante na China é projeto de Fernando Brandão
Divulgação/CASACOR

Para a fachada, o arquiteto incorporou uma mistura de madeira e e pedra, que tem um contraste entre elementos rústicos, mas que contribui para criar desde fora o clima italiano e moderno que tanto se queria.

restaurante na China é projeto de Fernando Brandão
Divulgação/CASACOR

O objetivo de criar um espaço mais acolhedor em contraponto à correria da cidade não ignorou a essência de estar vivendo em uma grande metrópole. E por isso, Brandão pensou em cada detalhe para atender os futuros clientes do estabelecimento. “Trata-se de um restaurante italiano no principal centro financeiro da cidade, o último restaurante de rua nessa área central, e tem como público-alvo são os executivos da cidade”, conta o arquiteto.

Continua após a publicidade
Publicidade