Cozinhas tecnológicas: especialista dá dicas de como modernizar!

A designer de interiores Marília Veiga mostra como aliar tecnologia e bom gosto pode trazer vantagens além da estética para sua cozinha

Por Yeska Coelho Atualizado em 23 abr 2021, 20h49 - Publicado em 23 abr 2021, 16h00

A automação invadiu os lares e casas inteligentes já são uma realidade para facilitar a rotina em pequenas atividade do dia a dia. Um dos espaços mais estratégicos e que exige muitas vezes maior necessidade de colocar a mão na massa é a cozinha, e por isso, investir em tecnologia nesse espaço é uma forma de tornar a rotina mais ágil.

Com um elevado número de pessoas de home office, cozinhar nos intervalos de trabalho é uma missão complicada. As cozinhas tecnológicas entram em cena para facilitar essa tarefa.

As cozinhas práticas são uma realidade que muitos querem alcançar, e a tecnologia faz com que isso se torne realidade. Sobre isso, a designer de interiores Marília Veiga dá dicas espertas!

Eletrodomésticos modernos

Criar uma cozinha tecnológica é mais acessível do que se pode imaginar. Um conselho que Marília dá é buscar por eletrodomésticos modernos. “Hoje já temos geladeiras que avisam que faltam coisas, que tem televisão”, exemplifica a especialista.

cozinha Denise Barretto
Projeto de Denise Barretto Foto: Dan Veiga

De fato são diversas as opções das mais acessíveis como fornos com timer que desligam sozinhos quando o alimento está pronto e lavadoras que tomam conta da limpeza das louças depois das refeições até produtos mais robustos.

Itens ainda mais modernos e importados também aos poucos estão sendo incorporados a essa rotina. Um fogão que corta o gás em contato com vento na chama, torneiras gourmet com sensor de presença, fornos com função autolimpante, e até mesmo trituradores de lixo que deixam a cozinha mais higiênica já são uma realidade e encontrados nos modelos mais sofisticados de cozinhas tecnológicas.

Estrutura de cozinhas tecnológicas

Cozinha tecnológica de Marília Veiga alia design, revestimentos práticos e eletrodomésticos inteligentes para facilitar a rotina
Cozinha tecnológica de Marília Veiga alia design, revestimentos práticos e eletrodomésticos inteligentes para facilitar a rotina. foto: Dan Veiga/CASACOR

A designer ainda traz uma reflexão importante de como criar cozinhas tecnológicas vai muito além do que ter meramente itens com o que há de mais moderno no mercado.

Nos dias de hoje, a tecnologia traz mais expertise, com designs mais focados nos produtos e em como eles podem ser incorporados à rotina. Exemplo disso é a fabricação de revestimentos, que trazem beleza e praticidade onde são instalados. “Os tampos, por exemplo, atualmente são mais resistentes e fáceis de limpar, e em cores mais claras do que se usava antigamente”, afirma Marília.

Continua após a publicidade

Os armários também são exemplos de como a tecnologia aliada ao design de produto pode ser de grande ajuda – e de quebra ainda garante mais resistência. Modelos com travas para não sofrer tanto atrito, fabricados com matérias-primas mais densas e resistentes a diferentes condições podem ser incorporados para uma cozinha mais durável e simples.

Cozinhas tecnológicas são mais sustentáveis

cozinha tecnologia e sustentavel
Você Tem Fome de Quê? – Luiz Claudio Motta e Marcus Lima. Duas ilhas com balcões para refeições compõem o ambiente de cozinha e jantar do coliving, espaço de socialização que abraça os ideais de sustentabilidade. O projeto tem revestimentos de fácil limpeza e manutenção, a exemplo do piso vinílico e inox nos armários. foto: Marcelo Negromonte/CASACOR

Investir em cozinhas tecnológicas traz um apelo sustentável que o meio ambiente agradece! Investir nos equipamentos certos faz com que o consumo de energia elétrica, por exemplo, seja mais racionado.

O mesmo acontece com sensores de iluminação. Esqueceu a luz acesa? Sem problemas, elas apagam sozinhas quando não detectam a presença de pessoas.

O consumo mais consciente acaba sendo também uma grande vantagem trazida pelas cozinhas tecnológicas. O gás é utilizado na quantidade ideal, e mesmo equipamentos como forno consomem apenas o que precisam e depois desligam automaticamente.

As torneiras com sensor são mais difíceis de sofrer com vazamentos, e esquecê-las abertas já não é mais um problema, já que elas também desligam sem a interferência humana.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade