Ateliê da Vila traz a beleza da simplicidade para a CASACOR Minas 2019

O ambiente, assinado pelo escritório Casa Tereze, combina materiais naturais e paleta clara em uma delicada casa contêiner

Por Ana Carolina Harada Atualizado em 22 out 2020, 19h48 - Publicado em 22 out 2020, 16h24
Jomar Bragança/CASACOR

Esta charmosa construção mais lembra uma casa de bonecas, tamanha sua delicadeza. Chamada Ateliê da Vila, ela é assinada pela Casa Tereze para a CASACOR Minas Gerais 2019 e fica em uma parte aberta e verde da sede da mostra. Durante a mostra, o ambiente recebeu oficinas e outras atividades artesanais. Este ano, o escritório participa da primeira edição do Janelas CASACOR, edição Minas Gerais, que começa no dia 30 de outubro!

Eu quero uma casa no campo

 

Jomar Bragança/CASACOR

Ao contrário do que pode parecer, trata-se de uma construção em contêiner. Para fugir do estilo duro e industrial que os contêineres costumam ser associados, os profissionais revestiram as paredes de fora com lambri pinus, conferindo uma estética campestre e rústica.

Jomar Bragança/CASACOR

Quem se aproxima logo encontra o deck de madeira que conecta os espaços interno e externo. Um pergolado de fibra natural de coco filtra a luz e projeta sombras, criando uma atmosfera aconchegante, pontuada por vasos de plantas. As muitas almofadas e cadeiras delgadas conferem uma simplicidade nostálgica ao Ateliê, deixando-o idílico, quase provençal. Elas parecem convidar a sentar e tomar um chá da tarde, com leite, biscoitos e uma vista mais do privilegiada para a natureza.

Criatividade e sutilezas

 

Jomar Bragança/CASACOR

Do lado de dentro fica o espaço de criação. O pequeno, porém confortável, estar conta com uma grande mesa de trabalho e cadeiras de serralheria artesanal, todas com cores e estampas diferentes.

Jomar Bragança/CASACOR

À exceção das tonalidades mais vivas nos assentos e encostos, o restante da paleta é clara e neutra, composta por tons leves de verde, amarelo e toques terrosos nas almofadas. Nas paredes, destacam-se as obras de Cildo Meireles e Anna Maria Maiolino. O mobiliário foi desenvolvido pelo próprio escritório para o ambiente.

Continua após a publicidade
Publicidade