Continua após publicidade

Visões indígenas inspiram mostra sobre relações com o meio ambiente

Intitulada ‘Primavera Silenciosa’, a nova exposição na Galeria Luciana Brito reúne artistas da América Latina que refletem sobre ecologia e o futuro

Por Redação
Atualizado em 5 out 2023, 13h20 - Publicado em 7 out 2023, 15h00

Em São Paulo, no dia 7 de outubro de 2023, a galeria Luciana Brito abre a mostra coletiva “Primavera Silenciosa”, com curadoria de Alexia Tala. A ideia é refletir sobre ecologia e o futuro do planeta e principalmente ressaltar as diversas visões indígenas para novas relações com o meio ambiente.

Rastros de Diógenes_Ybyratyba Galeria Luciana Brito
Rastros de Diógenes – “Ybyratyba”, 2022. Impressão fineart sobre papel – Galeria Luciana Brito (Divulgação/CASACOR)

A exposição apresenta pinturas, esculturas, instalações site-specific, fotografia e tapeçaria de uma seleção de artistas do Brasil, Guatemala, Honduras, México e Panamá, e sua programação inclui ciclo de projeção de filmes e uma tarde de conversas com convidados para discutir questões relacionadas à ecologia e às produções artísticas que respondem ao tema.

Paz Errázuriz - Los nomades del mar - Galeria Luciana Brito
Paz Errázuriz – “Los nómades del mar”, 1995/2016 – impressão digital sobre papel – Galeria Luciana Brito (Divulgação/CASACOR)

Alexia Tala, curadora da 22ª Bienal de Arte Paiz (Guatemala) e curadora adjunta da 20ª edição, passou oito anos pesquisando o universo latino-americano das artes visuais, descobrindo as narrativas que constroem não apenas sua essência identitária, como também as construções sociais e culturais dos povos originários, apontando tendências e posicionando artistas e suas poéticas. Alguns desses artistas compõem a mostra “Primavera Silenciosa”, projeto audacioso da Luciana Brito Galeria, que vem sendo planejada desde 2020.

Héctor Zamora - Nas Coxas - Luciana Brito
Héctor Zamora – “Nas Coxas” , 2018 – vídeo full HD, 1 canal duração: 1’49”. – Luciana Brito. (CASACOR/CASACOR)

A mostra parte de uma pesquisa curatorial focada na América Latina, com ênfase na América Central, reunindo expressões artísticas enraizadas em culturas que apresentam uma conexão intrínseca com os espaços a que pertencem.

Continua após a publicidade

As obras que compõem a mostra têm como critério a celebração da pluralidade, assim como uma relação consciente de escuta e de contemplação. E também se propõe a fortalecer maneiras de ver e viver o mundo que se relacionam de forma mais saudável e mais sustentável com o ambiente.

Donna Conlon - From the Ashes
Donna Conlon – From the Ashes – Galeria Luciana Brito. (Divulgação/CASACOR)

O título da exposição vem de um livro homônimo publicado em 1962, de Rachel Carson, que trata de poluição ambiental utilizando uma alegoria delicada e poética como alerta: a história prevê um futuro onde os pássaros não mais cantariam.

Continua após a publicidade
Diego_Isaias_Hernandez - Galeria Luciana Brito
Diego Isaias Hernandez (Divulgação/CASACOR)

Exposição Primavera Silenciosa:

Curadoria: Alexia Tala

Artistas: Adán Vallecillo | Ángel y Fernando Poyón | Antonio Pichillá Benvenuto Chavajay | Diego Isaías Hernández | Donna Conlon Héctor Zamora | Jonathan Harker | Manuel Chavajay Marilyn Boror Bor | Naomi Rincón Gallardo | Paula Nicho Paz Errázuriz | Rastros de Diógenes Rochelle Costi | Tz’aqaat

Continua após a publicidade

Abertura: 7 de outubro, das 12h às 17h

Visitação: até 20 de dezembro de 2023

Lugar: Luciana Brito Galeria – Av. Nove de Julho, 5162

Continua após a publicidade

Horário: segundas, das 10h às 18h | terça a sexta das 10h às 19h | sábado das 11h às 17h

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade