Exposição de Sebastião Salgado leva a Amazônia ao redor do mundo

A exposição "Amazônia" ficará em Paris até o dia 31 de outubro, e seguirá para outras metrópoles, inclusive São Paulo e Rio de Janeiro

Por Yeska Coelho Atualizado em 26 out 2021, 14h13 - Publicado em 26 out 2021, 15h00
"Amazônia" exibida em Paris, Roma, Londres, São Paulo e Rio
Sebastião Salgado/CASACOR

Um dos mais renomados nomes da fotografia brasileira, Sebastião Salgado sempre se mostrou bastante preocupado com as causas ambientais, em especial com a Amazônia. Fruto do trabalho de sete anos (2013 a 2019) estudando e fotografando as diversas faces da floresta, a exposição “Amazônia” ficará em Paris até o próximo dia 31 de outubro e viajará para outras metrópoles do mundo, como Roma, Londres, São Paulo e Rio de Janeiro.

A exposição é uma verdadeira homenagem tanto para o artista como para o Brasil, e se destaca por mostrar as belezas naturais de um jeito nunca antes observado. Aos olhos de Sebastião Salgado, a floresta é algo único. Toda essa atmosfera foi construída com mais de 200 fotografias tiradas em preto e branco.

View this post on Instagram

A post shared by Sebastião Salgado (@sebastiaosalgadooficial)

Além das fotos da natureza, como rios, montanhas e vegetação, Salgado também trouxe algumas fotos dos povos indígenas que habitam a Amazônia.

O trabalho de Sebastião Salgado emociona principalmente com a delicadeza das texturas da Amazônia que são refletidas em cada uma das fotografias. Seja pela criação de nuvens, da água caindo pelas folhagens e mesmo o movimento do rio, tudo isso captado e transformado em uma belíssima exposição.

Continua após a publicidade

"Amazônia" exibida em Paris, Roma, Londres, São Paulo e Rio
Sebastião Salgado/CASACOR

Um dos destaques da exposição é a presença dos “rios aéreos“, responsáveis por garantir a umidade da área agrícola de várias regiões, inclusive fora do Brasil, indo do Centro-Oeste e do Sul do país até Uruguai, Paraguai e Argentina. Essa é uma mensagem importante que Sebastião Salgado deixa, sobre a importância da Amazônia para o cumprimento de atividades e o seu papel extraordinário na geração hídrica do planeta.

"Amazônia" exibida em Paris, Roma, Londres, São Paulo e Rio
Sebastião Salgado/CASACOR

Além de fotógrafo, Sebastião Salgado criou o Instituto Terra junto de Lélia Salgado, sua esposa, projeto que tem o objetivo de recuperar a Mata Atlântica e devolver a natureza após tantos impactos frutos da degradação ambiental.

A exposição ficará disponível na Filarmônica de Paris até o último dia de outubro, e conta com, além das fotografias, um trabalho musical impressionante que reproduz os sons da Amazônia.

Continua após a publicidade

Publicidade