Projetos do Brasil se destacam na Bienal de Arquitetura de Veneza

Escola da Fazenda de Canuanã e o Edifício Amata foram escolhidos para o Pavilhão Brasil na Bienal

Por Redação Atualizado em 18 fev 2020, 07h54 - Publicado em 2 mar 2018, 11h28
Divulgação/CASACOR

A arquitetura brasileira marcará presença na 16ª Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza, que acontecerá entre os dias 26 de maio e 25 de novembro. Dentre os 17 projetos selecionados para o Pavilhão Brasil, dois se destacam pelo material escolhido: a madeira. São eles o Edifício Amata, da Triptyque Architecture e a Escola da Fazenda Canuanã, assinada pelos escritórios Rosenbaum e Aleph Zero.

Divulgação/CASACOR

O Edifício Amata será o primeiro do Brasil a ser erguido em madeira estrutural. Com previsão de conclusão para 2020, no bairro Vila Madalena, em São Paulo, o projeto terá 10 andares e área de 4,700m². A Escola da Fazenda Canuanã foi concebida como moradia para as crianças e jovens do município de Formoso no Araguaia, no Tocantins. Sua estrutura e materiais foram fruto de um processo de aproximação e diálogo com os futuros ocupantes, de modo a refletir sua cultura e necessidades.

Divulgação/CASACOR

Confira a lista completa dos projetos que compõe o Pavilhão Brasil na Bienal

  • Boulevard da Liberdade – Corsi Hirano Arquitetos / São Paulo/SP
  • De onde não se vê quando se está (MAC) – Pedro Varella / Gru.a Arquitetos / Niterói/RJ
  • Do Plano ao Projeto: SESC Parque Dom Pedro II – Una Arquitetos / Plano Urbanístico desenvolvido por: Laboratório de Urbanismo da Metrópole- LUME da FAUUSP, Una Arquitetos, H+F Arquitetos e Metrópole Arquitetos / São Paulo/SP
  • Edifício Amata – Triptyque Architecture / São Paulo/SP
  • Escola sem Muros: Centro Cultural Jardim Damasceno – Tomaz Lotufo / São Paulo/SP
  • Farol da Maré – Pedro Évora / Rio de Janeiro/RJ
  • Instituto Brincante – Bernardes Arquitetura / São Paulo/SP
  • Moradias Infantis – Rosenbaum +  Aleph Zero / Formoso do Araguaia/TOHabitação estudantil UNIFESP, Campus Osasco – H+F Arquitetos / Osasco/SP
  • Parque Novo Santo Amaro V – Vigliecca & Associados / São Paulo/SP
  • Orla Marítima de Ilha Comprida – Boldarini Arquitetos / Ilha Comprida/SP
  • Pirajussara 5 – Libeskindllovet Arquitetos / Jansana, de la Villa, de Paauw, arquitectes / São Paulo/SP
  • Praça Infantil – Studio MK27 / São Paulo/SP
  • Projeto Centro Aberto – SP Urbanismo / São Paulo/SP
  • Sesc Ribeirão Preto – SIAA + HASAA / Ribeirão Preto/SP
  • Terreiro Oxumaré – Brasil Arquitetura / Salvador/BA
  • Travessias – Sauermartins + Metropolitano Arquitetos / Belo Horizonte/BH

Via Agência Lema

Continua após a publicidade
Publicidade