Jardim botânico com maior estrutura do mundo é finalizado na China

O Jardim Botânico de Taiyuan conta com três estufas abobadadas e uma paisagem artificial completa, com jardins, lagos e cachoeiras

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 18 jun 2021, 14h42 - Publicado em 19 jun 2021, 10h00
jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

A empresa austríaca Delugan Meissl Associated Architects concluiu a criação de um complexo de jardim botânico em Taiyuan, na China. A gigantesca estrutura conta com três estufas em cúpula posicionadas tanto sobre quanto ao lado de um lago artificial; além do desenvolvimento da paisagem artificial completa, com jardins, colinas, lagos e cachoeiras.

jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

As três estufas abobadadas são o centro do projeto, que fornecem em seu interior a climatização ideal para o cultivo de plantas de diferentes regiões. Cada uma das três cúpulas foi construída com vigas de madeira laminada de dupla curvatura dispostas em duas ou três camadas que se cruzam entre si.

“Com um vão livre de mais de 90 metros, a mais larga das três cúpulas é uma das maiores estruturas de treliça de madeira em todo o mundo“, afirmou o DMAA.

jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

A maior cúpula contém um jardim tropical, enquanto o segundo pavilhão recria um ambiente desértico. Já a menor cúpula, posicionada sobre o lago, abriga uma exibição de plantas aquáticas. Todas as três cúpulas são envidraçadas com vidro duplo curvo e incluem janelas que podem ser abertas que ajudam a manter o clima interno na temperatura desejada.

“A construção das estufas exigiu a junção de know-how técnico nas áreas de projeto energético, desempenho térmico, integridade estrutural e envidraçamento, bem como montagem e logística”, destacou o estúdio.

Continua após a publicidade
jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

A estrutura do telhado em treliça de madeira teve inspiração no design dos tradicionais templos religiosos chineses. Vigas de madeira foram empilhadas de maneira a criar uma grade curva que, quando atingida pela luz solar, projeta sombras em um padrão geométrico complexo.

jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

O primeiro edifício do complexo traz um estrutura em cúpula onde está abrigado o hall de entrada. O Jardim Botânico de Taiyuan também engloba um Museu de História Natural, instalações administrativas, um restaurante, um Museu de Bonsai, além de um centro de pesquisa com biblioteca e acomodação para funcionários.

jardim botânico taiyuan china
CreatAr/CASACOR

Uma passarela rolante que se estende pela abertura do edifício de entrada transporta os visitantes para um grande terraço com vista panorâmica do parque. O paisagismo do local – de 182 hectares – foi projetado pela empresa Valentien + Valentien, sediada em Munique.

jardim botânico taiyuan china

Fonte: Dezeen

Continua após a publicidade
Publicidade