Casa Cigarra divide-se em dois níveis com máxima contemplação da paisagem

Assinada pela FGMF Arquitetos, do elenco CASACOR, a casa concorre ao Building Of The Year 2021

Por Redação 8 fev 2021, 10h17
Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

Implantada em um terreno com grande declive, a Casa Cigarra, projeto assinado pela FGMF Arquitetos, que está concorrendo ao Building Of The Year 2021, buscou o mínimo possível de movimentação de solo e a máxima contemplação da paisagem. Para isso, foi preciso criar superfícies artificialmente, efeito notável sobretudo na cobertura destinada ao lazer e no volume que se projeta com enorme balanço em direção ao panorama natural.

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

A casa divide-se em dois níveis. O inferior abriga as cinco suítes, sala íntima, lavanderia e garagem, constituindo um volume denso, onde as aberturas são escavadas de maneira precisa. Esse volume revestido de pedra está semi-enterrado no terreno, abrindo-se para a mata.

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

No nível superior, que é o nível de acesso de pedestres, dois volumes leves de estrutura metálica e vidro pousam delicadamente sobre o maciço embasamento. 

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

O maior deles, que pronuncia-se em balanço em direção à copa das árvores, abriga os espaços sociais e a cozinha; o menor, por sua vez, pendura-se discretamente na borda da piscina e contém um espaço social com churrasqueira e área de comer. Protegendo os volumes envidraçados, lâminas de aço corten criam um brise irregular que os envolve e filtra a insolação.

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

O contraste entre os três volumes anuncia o programa: as áreas íntimas são mais reservadas, enquanto as sociais são generosamente abertas para a paisagem e para o pátio elevado formado pela laje de cobertura do bloco inferior. 

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

Um recorte no volume dos quartos permite uma árvore abrir sua copa na altura do usuário do pátio, onde uma generosa piscina reflete a mata.

Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR
Casa Cigarra; Building Of The Year; FGMF Arquitetos; arquitetura; casa; inspiração
Pedro Mascaro/CASACOR

Via ArchDaily

Continua após a publicidade
Publicidade