Artboard Created with Sketch.

Conceito hygge: a casa como um templo do bem-estar

Mais atual do nunca, inspire-se no estilo de vida dinamarquês que valoriza objetos, texturas e plantas que despertam sensações e ativam a memória afetiva

O Estúdio Hygge, de Melina Romano para a CASACOR São Paulo 2019.

O Estúdio Hygge, de Melina Romano para a CASACOR São Paulo 2019. (Denilson Machado/CASACOR)

Estar em casa, mais do que nunca, se tornou sinônimo de qualidade de vida. O lar é onde nos protegemos dos estímulos externos e encontramos refúgio em tudo aquilo que nos acolhe e traz boas memórias. Na Dinamarca, o termo hygge (pronuncia-se “riuga”) representa essa relação terapêutica de proteção e acalento entre as pessoas e o que as faz bem.

Sem tradução exata, a palavra vem sendo incorporada no universo da decoração como uma chave para o bem-estar. Neste conceito, a casa deve fazer bem para a alma do morador, combinando uma variedade de seus objetos favoritos e sendo seu templo particular de felicidade.

Diferentes projetos da CASACOR 2019 transmitem a amplitude de significados envoltos no conceito hygge, mas dois em particular se destacam: o Estúdio Hygge, da designer Melina Romano para a CASACOR São Paulo, e a sala Hygge, do escritório HB Interiores para a mostra no Rio Grande do Sul.

O 68 m² do estúdio foram distribuídos em suíte, banheiro, living e cozinha. Os revestimentos evocam brasilidade, enquanto os detalhes fazem menção a uma memória afetiva.

O 68 m² do estúdio foram distribuídos em suíte, banheiro, living e cozinha. Os revestimentos evocam brasilidade, enquanto os detalhes fazem menção a uma memória afetiva. (Denilson Machado/CASACOR)

A tendência escandinava de valorização do bem-estar não tem regra fixa quando aplicada dentro de casa. Seja para praticar o autocuidado e tirar tempo para si em cantinhos de leituras confortáveis, acomodar-se em redes e balanços preguiçosos ou se aventurar em cozinhas inspiradoras, o importante é a decoração estar em sintonia com os gostos do morador. Para outros, melhor aproveitar os pequenos prazeres da vida pode significar passar tempo com os amigos ao redor da mesa, compartilhando uma refeição e construindo memórias que durarão uma vida.

Acolhedor, o living é um verdadeiro convite para passar mais tempo dentro de casa, no aconchegante sofá modular, próximo ao calor da lareira.

Acolhedor, o living é um verdadeiro convite para passar mais tempo dentro de casa, no aconchegante sofá modular, próximo ao calor da lareira. (Denilson Machado/CASACOR)

O segredo pode estar nas coisas simples, como livros, quadros e fotografias com alto valor sentimental, lembranças de herança familiar ou de viagens, objetos que por si já carregam uma história e ativam a memória afetiva. O aconchego também está no despertar de sensações, que brincam com os sentidos, seja através de texturas com toque sensível, que estimulam o tato, ou vasos com temperos, ervas e flores cujo perfume atrai o olfato.

A sala Hygge, de Camila Sanguiné, Heloisa Bocorny e Juliana Carvalho do escritório HB Interiores para a CASACOR Rio Grande do Sul 2019.

A sala Hygge, de Camila Sanguiné, Heloisa Bocorny e Juliana Carvalho do escritório HB Interiores para a CASACOR Rio Grande do Sul 2019. (Cristiano Bauce/CASACOR)

Estofados confortáveis e convidativos, com revestimentos aquecidos em tecidos como linho e veludo, tornam o ambiente visualmente agradável, ainda que simples e aconchegante. Para tornar o lar descomplicado, aposte em acabamentos de fácil manutenção e limpeza, como pedra natural, cimento queimado e tijolo aparente, preferidos também por seu charme rústico, que fazem referência às casas mais tradicionais do país. De toda forma, o lar acolhedor deve abraçar seu morador, provendo todas suas necessidades e cultivando nele um estado leve e feliz.

Levíssima, a estante metalizada exibe plantas, livros, fotografias, luminária e outros objetos que fazem parte do universo particular do morador.

Levíssima, a estante metalizada exibe plantas, livros, fotografias, luminária e outros objetos que fazem parte do universo particular do morador. (Cristiano Bauce/CASACOR)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.